Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundo de pensões canadiano bem posicionado para compra de 60% da Logoplaste

A Bloomberg avançou que o fundo de pensões dos professores do Ontário poderá ser o vencedor na corrida à compra dos 60% da Logoplaste que estão a ser vendidos pela Carlyle.

Paulo Calado/Cofina
Negócios jng@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2021 às 00:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Ontario Teachers’ Pension Plan está em conversações avançadas para a compra dos 60% da Logoplaste que estão a ser vendidos pela Carlyle, avançou a Bloomberg.

Segundo a agência noticiosa, citando fontes próximas das conversações, é possível que o fundo de pensões canadiano seja o vencedor da compra da posição na empresa portuguesa de embalagens de plástico rígido.

Contudo, não foi ainda alcançado um acordo final e o negócio ainda pode cair ou outro dos interessados poderá ser o vencedor, ressalva a mesma fonte.

No passado dia 15, o Negócios dava conta, citando uma notícia avançada pela Reuters, de que a Carlyle já tinha definido os dois fundos de private equity mais bem posicionados para comprar a posição de 60% que controla na empresa portuguesa e que colocou no mercado no ano passado.

 

Segundo a mesma notícia, a BC Partners e a Apax estavam na "shortlist" da Carlyle, sendo que o Ontario Teachers’ Pension Plan e o Stonepeak Infrastructure Partners permaneciam na corrida. E agora parece ter havido uma mudança de posições, com o fundo de pensões dos professores do estado canadiano do Ontário na frente desta corrida.

 

A agência de notícias dava conta de que as propostas finais teriam ser apresentadas até ao final deste mês, num negócio que deverá avaliar a Logoplaste em cerca de 1,4 mil milhões de euros e que pode possibilitar à Carlyle mais do que duplicar o investimento de cerca de 400 milhões de euros efetuado há cinco anos.

A notícia de que a Carlyle pretendia vender a sua posição de controlo na firma portuguesa de fabrico de embalagens plásticas foi avançada pela Bloomberg em agosto, que referia uma avaliação acima de mil milhões de euros e admitia que em cima da mesa estavam ainda outras alternativas.

 

A Carlyle entrou no capital da Logoplaste em 2016, num negócio que avaliou a firma portuguesa em 660 milhões de euros, pelo que o investimento terá ficado em redor dos 400 milhões de euros. A família de Filipe de Botton e Alexandre Relvas detêm o restante capital.


(notícia atualizada às 00:35)
Ver comentários
Saber mais Carlyle Logoplaste Ontario Teachers’ Pension Plan
Outras Notícias