Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gigante japonesa de tecnologia sanitária instala-se em Matosinhos

O CEO da Sysmex, que se apresenta como líder mundial em diagnósticos e serviços de hematologia, presidiu à inauguração da filial portuguesa do grupo, que já emprega 27 pessoas e continua a contratar.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 01 de Outubro de 2022 às 16:41
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Fundada em 1968, em Kobe, no Japão, a empresa especializada em tecnologia sanitária Sysmex garante ser a número 1 mundial em diagnósticos e serviços de hematologia, operando em mais de 190 países com mais de 9.500 trabalhadores, tendo fechado o último exercício, terminado em Março passado, com vendas líquidas de 2,8 mil milhões de euros.

 

Ora, este gigante mundial decidiu estabelecer-se directamente em Portugal, tendo na passada sexta-feira, 30 de Setembro, inaugurado oficialmente, em Matosinhos, a sua filial no nosso país.

 

"A subsidiaria Sysmex Portugal foi fundada em dezembro de 2020. Até então, a marca e os produtos Sysmex marcavam presença no mercado português através do distribuidor Emílio de Azevedo Campos", explicou Arndt Knestel, director-geral ibérico do grupo nipónico, em declarações ao Negócios.

 

"Embora a empresa esteja a operar no país há quase dois anos, devido à pandemia só agora foi possível realizar a cerimónia de abertura oficial da sua filial em Portugal", que contou com a presença de Hisashi Ietsugu, presidente e CEO da Sysmex Corporation, e de Shigeru Ushio, embaixador do Japão em Portugal, além de Knestel e outros membros da equipa de gestão do grupo japonês.

 

Atualmente "com 27 colaboradores em Portugal, a maioria dos quais pertencentes à área de diagnósticos e serviços técnicos", a filial lusa da Sysmex promete continuar a contratar.

 

"Há menos de dois anos, tínhamos 19 funcionários, e, no curto prazo, vamos incorporar três novos funcionários", sinalizou o diretor-geral da Sysmex Espanha e Portugal, garantindo ser intenção do grupo "fazer crescer o negócio e gerar emprego em Portugal, tanto na sede em Matosinhos como no resto do país".

 

"Temos que introduzir gradualmente novas linhas de negócio, e isso pode significar que o quadro de pessoal da Sysmex Portugal vá aumentar significativamente. É, no entanto, difícil prever o número exato, pois dependerá do nosso crescimento e da consolidação dos nossos serviços, para além da hematologia, em Portugal", ressalvou Knestel, ainda em declarações em Negócios.

 

O diretor-geral ibérico da Sysmex não quis revelar o valor da facturação do grupo no mercado português, adiantando apenas que, "este ano, a expectativa é de um crescimento de dois dígitos".

 

Já na cerimónia de abertura do escritório em Portugal, que decorreu no portuense Palácio da Bolsa, Knestel afirmou: "Temos desafios importantes e entusiasmantes em Portugal. Um dos nossos principais objetivos é fazer um diagnóstico mais preciso e mais rápido através dos dispositivos Sysmex e colocar a nossa tecnologia ao serviço dos profissionais e pacientes portugueses."

 

No setor onde atua, a Sysmex opera em várias áreas de negócio, desde a hematologia, ciências da vida, urinálise, investigação e indústria, passando pelos cuidados primários, hemostasia e imunoquímica, até cuidados de saúde essenciais e citometria de fluxo.

Ver comentários
Saber mais sysmex tecnologia sanitária matosinhos hematologia diagnósticos arndt knestel
Outras Notícias