Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Sonae caem 20% em 2019

A Sonae registou um lucro de 165 milhões de euros no ano passado, menos 20,2% do que em 2018. Já as receitas cresceram 9,2%.

José Coelho Lusa
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 18 de Março de 2020 às 22:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Sonae teve um resultado líquido atribuível aos accionistas de 165 milhões de euros em 2019, uma descida de 20,2% face aos 207 milhões reportados um ano antes, indicou esta quinta-feira a empresa em comunicado divulgado junto da CMVM.

 

A empresa justificou esta quebra com os itens não recorrentes verificados no exercício anterior, nomeadamente as mais valias registadas na transação da Outsystems pela Sonae IM, na venda de ativos pela Sonae Sierra e nas operações de sale & leaseback executadas pela Sonae MC. "Excluindo estes efeitos, que totalizaram 104 milhões de euros em 2018, o resultado líquido teria registado um crescimento expressivo".

 

Já as receitas ascenderam a 6.435 milhões de euros, mais 9,2% do que o volume de negócios de 5,891 milhões em 2019.

 

Por seu lado, o EBITDA somou 7,5% para 695 miilhões, e o EBITDA subjacente aumentou 22,2%, para 599 milhões.

 

No relatório, a CEO da empresa destaca que em 2019 a Sonae alcançou "excelentes resultados operacionais e financeiros em todo o portefólio".

 

"O volume de negócios consolidado cresceu 9,2%, para 6.435 milhões de euros, e o EBITDA subjacente aumentou 22,2%, para 599 milhões de euros. Este desempenho, juntamente com uma gestão ativa do nosso portefólio, permitiu uma redução de 167 milhões de euros da nossa dívida líquida e um maior fortalecimento da nossa estrutura de capitais", sublinha Cláudia Azevedo.

 

A Sonae MC apresentou "um crescimento recorde do volume de negócios", de 9,2%, para 4.702 milhões de euros, impulsionado pelo desempenho do parque de lojas comparável em todos os principais segmentos, formatos e categorias, mas também pela execução do seu plano de expansão, mantendo níveis de rentabilidade de referência, refere a empresa

 

"A área de saúde e bem-estar continua a ser uma importante via de crescimento e, em 2019, a aquisição de uma participação maioritária na Arenal marcou a entrada da empresa no mercado espanhol".

 

A Sonae Sierra, por seu turno, registou um volume de negócios de 223 milhões de euros em 2019, com o resultado direto a aumentar 2,2% para 68 milhões. Segundo Cláudia Azevedo, a empresa "teve um ano especialmente importante em termos de execução estratégica", nomeadamente a a fusão da Sonae Sierra Brasil com a Aliansce Shopping Centers, "que resultou no maior operador do mercado brasileiro".

 

Já a Worten encerrou 2019 com um volume de negócios e rentabilidade subjacente ao nível de 2018. "Em termos estratégicos, a empresa continuou a expandir a sua oferta digital e de serviços e executou um plano exigente de reestruturação em Espanha continental".

 

Ver comentários
Saber mais Cláudia Azevedo Sonae Sonae IM Sonae Sierra
Outras Notícias