Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portuguesa Outsystems consegue investimento de 360 milhões do Goldman Sachs e KKR

A Outsystems angariou 360 milhões de dólares através do Goldman Sachs e da KKR, o que avalia a empresa portuguesa em mais de mil milhões de dólares. A Outsystems é o novo “unicórnio” português.

Paulo Rosado, CEO da Outsystems Bruno Simão
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"A Outsystems, líder mundial em desenvolvimento rápido de aplicações low-code, anuncia hoje o levantamento de 360 milhões de dólares, numa ronda de investimento por parte da KKR e da Goldman Sachs. O financiamento, que valoriza a empresa em mais de mil milhões de dólares, servirá para acelerar a expansão do negócio e para R&D na área da automação de software", revela a empresa num comunicado emitido esta terça-feira, 5 de Junho.

Este investimento eleva assim a Outsystems para o estatuto de "unicórnio", uma vez que a sua avaliação supera os mil milhões de dólares. O outro "unicórnio" português é a Farfetch.

A Outsystems explica que a plataforma low-code "permite que os clientes obtenham ganhos de eficiência consideráveis no desenvolvimento e suporte de aplicações de nível empresarial", acrescentando que "empresas como a Toyota, Logitech, Deloitte, Ricoh, Schneider Electric, e a GM Financial" já a utilizam.

 

"A empresa conta com milhares de clientes em todo o mundo e é reconhecida como uma das empresas de tecnologia de crescimento mais rápido, com receitas acima dos 100 milhões de dólares e um crescimento anual superior a 70%", acrescenta o comunicado.

 

No ano passado, as receitas da empresa liderada por Paulo Rosado aumentaram 63%, num período em que angariou 275 novos clientes do segmento empresarial e "mais de 50.000 novos developers [programadores] utilizadores da sua plataforma", segundo a informação disponibilizada em Janeiro.


Em Fevereiro, a Outsystems anunciou a abertura de um centro de inteligência artificial em Lisboa.

"Estamos a combater um dos maiores problemas que as empresas enfrentam actualmente – a falta de velocidade e agilidade do desenvolvimento tradicional de software que está a dificultar as iniciativas de transformação digital em todo o mundo", afirma Paulo Rosado, CEO da Outsystems, citado em comunicado. "Vemos as empresas a lidarem com isto todos os dias e estamos entusiasmados com esta parceria com a KKR e a Goldman Sachs para resolver esse problema, trazendo mais inovação aos nossos clientes e redefinindo o futuro do desenvolvimento do software empresarial".

 

Já Stephen Shanley, director na KKR, diz acreditar que "estamos no início do que será um longo período de crescimento significativo no mercado de desenvolvimento de aplicações low-code, e estamos muito entusiasmados em apoiar um líder da categoria da Outsystems".

 

"Descobrimos que poderíamos encontrar em todos os principais sectores da indústria clientes OutSystems entusiasmados e leais, que desenvolveram soluções exclusivas e estão a adoptar a plataforma em toda a organização", explica Kirk Lepke, vice-presidente na Goldman Sachs Private Capital Investing. Christian Resch, managing director na Goldman Sachs Private Capital Investing, acrescenta: "A Outsystems está directamente alinhada com o que procuramos para novos investimentos: o apoio de fundadores excepcionais e equipas de gestão em negócios inovadores que oferecem uma oportunidade significativa para criar valor a longo prazo. Estamos muito ansiosos em apoiar o Paulo e a equipa na continuidade da expansão deste negócio único".

De Linda-a-Velha à Austrália

 

Fundada em 2001 por Paulo Rosado, um alentejano de Évora que se licenciou em Engenharia Informática pela Nova de Lisboa e que começou a carreira na Oracle, em Silicon Valley, a OutSystems anunciou em Fevereiro de 2016 o fecho de uma ronda de financiamento superior a 50 milhões de euros com um fundo de capital de risco norte-americano North Bridge.

 

De acordo com os dados oficiais, a empresa de tecnologia está actualmente presente em 52 países, actuando com mais de duas dezenas de indústrias. Além do escritório português, localizado em Linda-a-Velha (Oeiras), tem instalações nos Estados Unidos (Atlanta e Boston), Reino Unido, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Singapura, Japão e Austrália.

A OutSystems foi uma das participantes num inquérito realizado há um ano pela Talent Portugal, em que várias empresas multinacionais se queixaram da falta de programadores de tecnologias de informação disponíveis no mercado português. Fluentes em línguas de nicho, engenheiros e falantes de língua francesa foram as outras competências em falta, detectadas pelas tecnológicas e pelos responsáveis dos centros de serviços globais instalados no país.


(Notícia actualizada às 10:33 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Outsystems OutSystems Portugal KKR Kohlberg Kravis Roberts Goldman Sachs Unicórnio tecnologia
Mais lidas
Outras Notícias