Empresas Privatização da ANA vence prémio de “negócio do ano”

Privatização da ANA vence prémio de “negócio do ano”

A revista World Finance premiou o Estado português pela privatização da ANA - Aeroportos de Portugal, considerando o “negócio do ano de 2013” na categoria de aeroportos.
Privatização da ANA vence prémio de “negócio do ano”
Negócios 16 de março de 2014 às 16:42

“O Estado português foi premiado por ter realizado a melhor operação de privatização à escala mundial no sector aeroportuário”, revela o Executivo em comunicado emitido este domingo, 16 de Março. O prémio foi dado pela revista “World Finance”.

 

“Com a atribuição do prémio Airport Deal of The Year 2013 ao Estado Português, a revista publicou, na sua edição de Março um artigo referente a operação e à capacidade que Portugal teve para privatizar, com sucesso, a empresa gestora de infra-estrutura aeroportuária num momento em que o país estava a meio do programa de assistência financeira”, adianta o mesmo comunicado.

 

Um dos aspectos que é salientando pela revista prende-se com o facto da proposta vencedora ter apresentado um valor 26% acima da segunda oferta.

 

Recorde-se que os franceses da Vinci venceram a privatização da ANA em Dezembro do ano passado, tendo oferecido 3,08 mil milhões de euros. Na corrida estava também a Fraport, que ofereceu 2.442 milhões de euros, o consórcio dos argentinos da Corporación América, que propôs 2.408 milhões, e a Zurich, que fez uma proposta de 2.000 milhões.

 

Contudo, esta operação não tem recebido apenas elogios. Ainda na sexta-feira, 14 de Março, o PS revelou que vai tomar "todas as iniciativas" para esclarecer "até à exaustão" a privatização da empresa pública ANA e a decisão acerca do novo aeroporto, argumentando que o Governo não defende o interesse estratégico nacional.

 

Rui Paulo Figueiredo, do Partido Socialista, afirmou que os socialistas desencadearão "um conjunto de audições" no Parlamento, sem especificar quem querem ouvir após as conclusões do relatório sobre a privatização da ANA, divulgado na quinta-feira.

 

Já a Comissão de Acompanhamento da Privatização da ANA considera que houve uma falha no processo, por “falta de uma avaliação prévia independente, bem como a fixação de um preço base”.




Marketing Automation certified by E-GOI