Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Startup portuguesa Coverflex volta às compras e adquire mais duas concorrentes

A startup portuguesa Coverflex comprou a eCheque, o que permite triplicar a rede de cuidados de crianças, e ainda a plataforma de benefícios desenvolvida pela Colmena.

Coverflex
DR
Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 13 de Outubro de 2021 às 19:20
  • Partilhar artigo
  • ...

A startup portuguesa regressou às compras e, no espaço de um mês, totaliza três aquisições de concorrentes. Desta vez, a startup de compensações flexíveis para empresas anunciou a aquisição da eCheque e também da solução de benefícios para recursos humanos criada pela Colmena. 


Através destas aquisições, a Coverflex expande a presença no mercado português na área dos benefícios para trabalhadores. Através da eCheque, que desenvolveu um sistema que permite encomendar, gerir e reembolsar vales para infância e educação, a empresa triplica o acesso à rede de cuidados de crianças, mais especificamente no que toca às creches. De acordo com a Coverflex, o acesso a creches é "um dos pilares fundamentais" do crescimento da empresa na área dos benefícios flexíveis. A empresa passará a contar com uma "oferta superior a mil estabelecimentos em todo o país" na área de cuidados de crianças.


Já com a aquisição da plataforma da Colmena, a Colmenahr.com, a Coverflex passa a ser dona de uma solução de benefícios flexíveis para startups e PME, onde os trabalhadores podem escolher como usar um "plafond" de benefícios atribuído pela companhia. 


"As aquisições da eCheque e da solução de benefícios da Colmena fazem parte do plano de crescimento ambicioso que traçámos, em conjunto com os nossos investidores, para os próximos meses. Alargar a nossa rede de parceiros é a maneira de construirmos, de forma estruturada, a melhor solução de gestão de benefícios flexíveis na Europa, e de continuarmos a provar o enorme potencial do mercado da compensação e benefícios em todo o mundo", afirma Miguel Santo Amaro, cofundador e CEO da Coverflex. 


"As empresas investem milhões, todos os anos, em recrutamento, salários, gestão e a tentar reter talento, porque as pessoas são o sangue das organizações: cerca de 60% dos custos das empresas estão relacionados com as suas pessoas", continua Santo Amaro.


Antes destas duas aquisições, a Coverflex já tinha anunciado a compra da FlexBen ao grupo MDS. A aquisição da FlexBen permitiu à empresa não só alargar a base de clientes, como também internacionalizá-la, passando a contar com clientes em Espanha.

Atualmente a startup portuguesa conta com mais de 6 mil colaboradores de mais de 300 empresas como a PwC, Bolt, Emma, Landing.Jobs, Rows, Paul Stricker, Velocidi e Unbabel.

Ver comentários
Saber mais Coverflex eCheque Colmena aquisições
Outras Notícias