Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Águas de Portugal quer duplicar produção de renováveis para poupar cinco milhões por ano

Aumentar electricidade produzida por renováveis para autoconsumo, reforçar a frota de veículos eléctricos e apostar no solar fotovoltaico são três dos objectivos do plano de eficiência energética que o Grupo AdP apresenta esta quarta-feira.

Jean-Paul Pelissier/Reuters
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 31 de Maio de 2017 às 08:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O grupo Águas de Portugal quer reduzir os custos com energia em cinco milhões de euros por ano e propõe-se duplicar a produção de electricidade através de fontes renováveis e aumentar a frota de veículos eléctricos. 

Estes são dois dos objectivos do Plano de Eficiência e de Produção de Energia (PEPE), que é apresentado esta quarta-feira, 31 de Maio em Lisboa pelo grupo AdP, um dos cinco maiores consumidores empresariais de electricidade a nível nacional e o maior da esfera pública, superando o conjunto de todos os hospitais.

No âmbito do plano, o grupo espera que as renováveis venham a contar para a produção de mais 25,6 GWh (gigawatts/hora) de energia até 2020, alcançando os 50 GWh e ajudando a aliviar a factura que no ano passado rondou os 68 milhões de euros, ou 57% dos custos operacionais.

Para lá da redução de consumo e ajustamento de horários, o grupo quer ainda aumentar a produção própria de energia. O investimento na aplicação do plano ascenderá a 18,1 milhões de euros, resultando na poupança anual de 5 milhões, o que permitirá recuperar o investimento em pouco mais de três anos e meio.

No âmbito da energia solar, o objectivo é multiplicar por cinco a capacidade de produção actualmente concentrada em mais de 300 centrais fotovoltaicas e que produzem 3,4 GWh.

A electricidade produzida através de fontes renováveis será utilizada sobretudo nas estações de tratamento de águas residuais (ETAR) e evitará a produção de 27 mil toneladas de dióxido de carbono que seriam emitidas com recurso a combustíveis fósseis.


Além do reforço das renováveis, a companhia refere que vai aumentar o aproveitamento energético do biogás oriundo das lamas do tratamento de esgotos em 25 ETAR e da energia hídrica, que atingirá em conjunto os 10GWh.

No domínio dos transportes, a empresa espera aumentar numa primeira fase a frota de veículos eléctricos em cerca de 100 viaturas e instalar 50 pontos de carregamento.

As 334 infra-estruturas geridas pelo grupo e integradas neste plano consumiram, em 2015, 422 GWh de electricidade

Ver comentários
Saber mais Águas de Portugal AdP electricidade energia
Mais lidas
Outras Notícias