Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mexia não se lembrava de ter despedido Henrique Gomes da Gás de Portugal

António Mexia defendeu que é “não é favorável à manutenção de pessoas que não sabem o que estão a fazer”. Mas não se lembrava que tinha dispensado Henrique Gomes da Gás de Portugal quando o voltou a encontrar enquanto secretário de Estado da Energia.

Lusa
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2019 às 18:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

António Mexia não se lembrava que tinha despedido Henrique Gomes da Gás de Portugal quando o conheceu enquanto secretário de Estado da Energia. "Só me apercebei que era suposto conhecê-lo depois de o ter encontrado", confessou o presidente executivo da EDP que está a ser ouvido no Parlamento na comissão de inquérito às rendas de energia.

 

Questionado pelos deputados sobre este assunto, o gestor começou por dizer que a sua relação "com o Eng. Henrique Gomes foi sempre cordata e relativamente curta", até porque a ligação era mais com o ministro do que com o secretário de Estado. Porém, admitiu que achou "peculiar que ele tivesse vindo ao Parlamento dizer que tinha sido despedido por mim quando cheguei à presidência da Gás de Portugal".

 

António Mexia explicou que se trata de uma empresa com poucos empregados e "era necessário tornar a empresa mais eficiente". Nesse sentido, quis saber quem tinha ou não tinha funções. "Não sou favorável à manutenção de pessoas que não sabem o que estão a fazer", acrescentou, referindo-se à saída de Henrique Gomes da empresa.

 

Henrique Gomes, secretário de Estado do Governo de Passos Coelho, bateu com a porta após nove meses de assumir o cargo. O antigo secretário de Estado defendia a introdução de uma contribuição especial sobre as rendas excessivas na produção regulada de energia e a sua proposta foi inviabilizada pelo Governo. Segundo Álvaro Santos Pereira a demissão de Henrique Gomes em 2012 teria levado abertura de garrafas de champanhe na sede da EDP.

 

Ver comentários
Saber mais António Mexia Henrique Gomes Gás de Portugal energia
Mais lidas
Outras Notícias