Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Produção da EDP Renováveis aumenta 5% nos primeiros seis meses

Até junho, a energia limpa produzida pela EDP Renováveis subiu 5% para 15,338 TWh. A Europa e a América do Norte representaram 40% e 56%, respetivamente, do portefólio da empresa.

EDPR cede 20% e trava bolsa
Negócios jng@negocios.pt 13 de Julho de 2021 às 18:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A EDP Renováveis produziu 15,3 terawatts por hora (TWh) de energia limpa no primeiro semestre deste ano, uma subida de 5% face ao registado no mesmo período de 2020, quando tinha produzido 14,664 TWh de energia. A informação consta na antevisão dos dados operacionais, comunicada esta terça-feira à CMVM.

"A EDPR gerou 15,3 TWh de energia limpa" no primeiro semestre, "evitando 10mt de emissões de CO2", explica a empresa, referindo-se às emissões de dióxido de carbono evitadas. A Europa e a América do Norte representaram 38% e 59% do total de geração de energia, respetivamente. Na Europa foi contabilizado um aumento de 14% na geração de energia, "impactado pela maior capacidade instalada e maior recurso". A América Latina representou 3% da energia gerada no semestre.

Na América do Norte a produção de energia recuou 1%, "refletindo a nova capacidade instalada em operação neutralizada pelo menor recurso e pelo impacto do evento único ERCOT [um operador de energia no Texas]" no primeiro trimestre de 2021. No Brasil, onde a empresa tem também operações, a produção subiu 27% no semestre, face ao mesmo período de 2020, "devido à maior capacidade instalada em conjunto com maior recurso", explica a Renováveis.

A empresa refere ainda que se verificou um aumento da capacidade instalada para 12,6 gigawatts (GW), mais 1,15 GW que em junho de 2020, "com a Europa e América do Norte a representar 40% e 56% do portfólio, respetivamente". "As adições de capacidade desde o início do ano foram de 0,7 GW e a EDPR tem neste momento 2,9 GW de capacidade em construção".

A empresa do grupo EDP refere também que "no seguimento da conclusão com sucesso da transação de rotação de ativos nos EUA (participação de 68% num portfólio eólico com 405 MW), as adições líquidas desde o início do ano totalizam 0,4 GW".

No primeiro semestre do ano, a EDP Renováveis "alcançou um fator de utilização de 31%", uma diminuição de 0,5 pontos percentuais face a junho de 2020, "refletindo um Índice renovável de 95% do P50 esperado a longo-prazo de Fator de Utilização Bruto médio".
Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis energia dados operacionais CMVM
Outras Notícias