Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Avaliação bancária das casas aumentou para recorde apesar de quedas em Lisboa e Porto, veja o mapa

Veja os preços a que os bancos estão a avaliar as casas dos concelhos com dados disponíveis.  

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 01 de Agosto de 2020 às 11:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

(clique no mapa em cima para visualizar a avaliação bancária em cada concelho com dados disponíveis)

A pandemia não está a travar o valor a que os bancos estão a avaliar as casas no âmbito da concessão de crédito à habitação.

Os dados revelados esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística mostram que o preço por metro quadrado atingiu 1.115 euros em junho, o que representa um novo máximo histórico apesar da subida de apenas 1 euro face a maio.

A taxa de variação homóloga passou de 8,9% em maio para 8,3% em junho e o INE adverte que o número de avaliações diminuiu de forma acentuada, ascendendo a cerca de 16 mil em junho de 2020.

Esta descida fica bem patente no número de concelhos para os quais o INE fornece dados em junho. São menos de metade do total e apenas nos mais populosos, onde também se notam tendências distintas.

Lisboa continua a ser o concelho com o preço por metro quadrado mais elevado, mas junho foi o segundo mês consecutivo de descida e o valor está perto de ficar abaixo dos 3.000 euros.

No Porto também se registou uma descida para 1.962 euros, depois de em maio ter fixado um recorde 3 euros acima.

No concelho de Oeiras (2.186 euros por metro quadrado) assistiu-se a um dos poucos aumentos da avaliação na Área Metropolitana de Lisboa (AML), sendo que na Área Metropolitana do Porto (AMP) a avaliação bancária subiu em concelhos como Gaia e Póvoa do Varzim.

Na AML o preço por metro quadrado desceu 0,5% para 1.477 euros e na AMP desceu para um máximo de 963 euros. O maior aumento face ao mês anterior registou-se no Alentejo (3,9%).

Ver comentários
Saber mais Avaliação bancária habitação INE Porto Área Metropolitana AML AMP
Mais lidas
Outras Notícias