Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rendas recuam 4% no semestre apesar de oferta ter crescido mais de 50%

A oferta de apartamentos para arrendamento em Portugal aumentou 56% no primeiro semestre, mas o valor médio das rendas apenas recuou 4%. No distrito do Porto as rendas baixaram 14% e em Lisboa a quebra foi de cerca de 13%.

Miguel Baltazar/Negócios
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 24 de Julho de 2020 às 11:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O valor médio das rendas pedidas pelos proprietários para novos contratos caiu 4% em Portugal no primeiro semestre, impactado pela pandemia da covid-19. A oferta de apartamentos para arrendamento disparou mais de 55%, mas a forte procura travou uma maior quebra nas rendas, refere o relatório elaborado pela Casafari, empresa tecnológica de imobiliário (proptech).

Os dados revelados esta sexta-feira mostram que o valor médio das rendas a nível nacional situa-se em 636 euros, menos 4,02% do que no início do ano. 

A Casafari assinala que a oferta de apartamentos para arrendamento disparou 55,66%, refletindo a transferência de vários apartamento do Alojamento Local para o mercado do arrendamento.

Em termos do valor médio das rendas, as maiores subidas registaram-se nos distritos de Bragança (23,12%) e Beja (21,15%). No extremo oposto, a Madeira apresentou uma quebra de 25,18%.



Lisboa e Porto com quebras acima de 10% nas rendas
A Casafari analisa de forma mais detalhada o mercado de arrendamento os distritos de Lisboa, Porto e Faro e indica que foi no Porto que as rendas mais desceram na primeira metade do ano, recuando 14,28%. 

Em Lisboa, os preços do arrendamento cederam 12,74%, enquanto em Faro a quebra foi de apenas 4,07%.

O distrito de Lisboa mantém-se como o mais caro, com um preço de arrendamento médio de 1.191 euros, seguindo-se o Porto, com um valor de 779 euros. Esta hierarquia verifica-se também no preço por metro quadrado, que é de 15 euros em Lisboa, 10 euros no Porto e oito euros em Faro.

A elevada procura nestes mercados, no entanto, travou a quebra nos preços pedidos pelos proprietários dos imóveis a arrendar.

A Casafari indica que a oferta de apartamentos para arrendamento disparou 73,6% no Porto, atingindo os 2.986 apartamentos, e 33,65% em Lisboa, para 9.422. Em Faro, o número de apartamentos no mercado de arrendamento aumentou 17,32%, cifrando-se em 833.
Ver comentários
Saber mais Porto Portugal Casafari Lisboa Faro imobiliário arrendamento rendas
Mais lidas
Outras Notícias