Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Continental vai fechar em definitivo fábrica de Palmela e despedir 370 pessoas

A multinacional alemã Continental anunciou o encerramento da fábrica que opera em Palmela, onde produz maxilas de travões dianteiros e emprega 370 pessoas, até ao final do próximo ano.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 17 de Março de 2020 às 14:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

Há 25 anos a produzir maxilas de travões dianteiros em Palmela, a multinacional alemã Continental acaba de anunciar que irá fechar esta fábrica até ao final do próximo ano, o que irá implicar a dispensa dos seus atuais 370 trabalhadores.

 

"A razão desta medida é a queda do mercado global de automóveis de passageiros", justifica o grupo, em comunicado.

 

De acordo com o grupo germânico, "as estimativas atuais são significativamente mais baixas em comparação com as previsões de há um ano e meio e mostram que os volumes da produção automóvel continuam a cair".

 

Uma situação que "resulta igualmente na redução do mercado de maxilas de travão e, por consequência, na redução dos volumes de produção de Palmela", explica.

 

"A redução dos volumes cria uma capacidade excedentária e leva a uma crescente pressão num mercado cada vez mais focado na redução de custos. Estes efeitos exigem que agrupemos volumes e que usemos efeitos de escala para assegurar a nossa competitividade e para consolidar as nossas fábricas de maxilas de travão na Europa", afirma Bernhard Klumpp, o diretor-geral da unidade de negócios Sistemas Hidráulicos de Travagem da Continental.

 

Relativamente ao efectivo que vai ser dispensado, Pedro Gaiveo, director-geral da fábrica da Continental em Palmela, promete que a direção da empresa vai "colaborar estreitamente com a comissão de trabalhadores para desenvolver um pacote abrangente de compensação", o qual "vai incluir indemnização e apoio na procura de um novo emprego dentro ou fora da Continental".

 

A empresa de produção de sistemas de travagem para automóveis já produziu 144 milhões de travões nestas duas décadas e meia de atividade em Palmela e emprega cerca de 500 pessoas.

 

A 3 de setembro passado, aquando das comemorações dos seus 25 anos, a fábrica de Palmela da Continental anunciou que tinha produzido até então cerca de 144 milhões de travões.

Na ocasião, Álvaro Balseiro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, enalteceu a visão sustentável e a trajetória de crescimento desta fábrica, que o município "acompanha com interesse, reforçando a parceria existente e criando condições para a expansão numa zona industrial que não está ainda requalificada como gostaríamos", admitia.

 

Além desta fábrica, o grupo Continental detém muitas outras empresas em Portugal, como a Continental Mabor, Continental Pneus, Continental Indústria Têxtil do Ave, Continental Lemmerz ou a Continental Teves, constituindo um grupo que, no nosso país, fechou o último exercício com vendas de 1,2 mil milhões de euros e emprega perto de quatro mil pessoas

 

A Continental mantém, ainda, a intenção de abrir no Porto a Continental Engineering Services (CES), o seu novo centro de desenvolvimento de tecnologias, onde "poderá emprega cerca de 300 engenheiros".

Ver comentários
Saber mais Continental Palmela
Mais lidas
Outras Notícias