Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

DAI com sucateiro árabe nas mãos de Pedro Proença

Após o falhanço do plano de recuperação aprovado há ano e meio, a refinadora de açúcar DAI, parada há três anos, foi comprada em Abril por um grupo egípcio, mas deverá seguir para liquidação. O também líder da Liga de Futebol foi nomeado gestor judicial provisório.

A fábrica da DAI, em Coruche, está parada há mais de três anos. Sofia A. Henriques/Negócios
Rui Neves ruineves@negocios.pt 29 de Julho de 2018 às 22:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Parada há mais de três anos, depois de ter acumulado dezenas de milhões de euros de prejuízos, ainda chegou a ter um plano de recuperação homologado, em Janeiro do ano passado, em sede de Processo Especial de Revitalização (PER), mas a salvação prometida não chegou a concretizar-se.

A DAI – Sociedade de Desenvolvimento Agro-Industrial, que até foi comprada por um grupo egípcio em Abril passado,

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais DAI açúcar coruche insolvência revitalização per ace group
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias