Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Italianos compram centenária lisboeta Janz por 28 milhões

O grupo transalpino SIT adquiriu a histórica empresa de contadores de água, que tem uma fábrica de 11 mil metros quadrados na Avenida Infante Dom Henrique, contando com 250 trabalhadores e uma faturação que atingiu os 18,6 milhões de euros no ano passado.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 16 de Outubro de 2020 às 12:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Em 1915, Bruno Janz, de ascendência austríaca, abria em Lisboa um negócio de componentes elétricos, tendo sido o grande fornecedor de contadores de eletricidade em Portugal, até que, em 2018, esse ramo de atividade entrou em insolvência.

 

Dois anos depois, os herdeiros de Bruno Janz, que em 1940 tinha arrancado com o fabrico de contadores de água, acaba de vender ao grupo italiano SIT a Janz - Contagem e Gestão de Fluídos (CGF), fabricante de contadores de água, por 28 milhões de euros.

 

"O legado desenvolvido ao longo de quatro gerações da família Janz está garantido nesta transação, que permitirá ao negócio crescer, apoiado no reconhecido ‘know how’ do grupo SIT na contagem inteligente, uma ferramenta crucial no atual mercado dos contadores", afirmou Manuel Janz, presidente da BJH, a "holding" familiar que controlava a Janz CGF, em comunicado da SIT.

 

Além do valor de compra e venda acordado, a família Janz poderá ainda vir a receber mais cerca de 800 mil euros, "com base no cumprimento de metas" estipulados para 2021, estando a conclusão da transação, prevista para dezembro próximo, ainda dependente da obtenção de autorizações regulatórias.

 

A Janz CGF, cujas instalações industriais estão localizadas na Avenida Infante Dom Henrique, em Lisboa, num espaço com 11 mil metros quadrados, emprega 250 pessoas e fechou o ano de 2019 com uma faturação de 18,6 milhões de euros, registando um crescimento médio anual de 9% nos últimos cinco exercícios, frisou a STI.

 

Do total das vendas, para cerca de 25 países, 6,7 milhões de euros foram gerados em Portugal, onde a SIT garante que a Janz tem "uma quota de mercado de 50%", 7,8 milhões nos restantes mercados europeus e 2,2 milhões de euros em território sul-americano.  

 

Focalizada no negócio de contadores inteligentes, entre outras soluções de medição de consumos nas áreas do ambiente e energia, a SIT classifica como "estratégica" a aquisição da Janz, que vem assim ampliar o seu portfólio de contadores de água, "mercado que deve crescer fortemente nos próximos anos, principalmente para contadores inteligentes conectados às redes de comunicações", sinalizou o grupo italiano.

 

"O objetivo é construir um ‘player’ internacional de contadores inteligentes de gás e água, tornando-se um centro de excelência em tecnologias de medição e comunicação em apoio às redes de serviços públicos", adiantou Federico de ' Stefani, presidente da SIT.

 

Em Portugal, na operação de compra e venda da Janz CGF, a BJH foi assessorada pela sociedade de advogados Garrigues e a SIT pela PLMJ.  



(Notícia atualizada às 13:12)

Ver comentários
Saber mais janz sit contadores de água
Mais lidas
Outras Notícias