Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Patrão dos patrões do calçado: “Ninguém aguentará um novo confinamento. Só mesmo as farmacêuticas e os psicólogos”

Com a indústria portuguesa de calçado “a viver um dos períodos mais difíceis da sua história”, a associação do setor lança hoje o seu maior investimento de sempre na área digital - três milhões de euros. “Saberemos dar a volta por cima”, afirma Luís Onofre.

Luís Onofre, presidente da APICCAPS: "Este não é um momento de desistir."
Rui Neves ruineves@negocios.pt 17 de Setembro de 2020 às 15:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Constituída por aproximadamente 1.800 empresas, responsáveis por mais de 44 mil postos de trabalho, a fileira portuguesa do calçado e artigos de pele exporta mais de 90% da sua produção, que ultrapassou os dois mil milhões de euros no ano passado, tendo as vendas ao exterior aumentado 55% na última década.

 

Com a chegada da pandemia, a sobrevivência de uma grande parte do setor está em risco, tendo algumas empresas caído já na falência. Indicador preocupante: as exportações nacionais de calçado caíram 20,5% no primeiro semestre, para 678,4 milhões de euros.

 

"A indústria portuguesa do calçado está a viver um dos períodos mais difíceis da sua história", reconhece Luís Onofre, presidente da associação nacional do setor (APICCAPS) e da Confederação Europeia da Indústria de Calçado.

 

"As estimativas apontam para que este ano se verifique uma quebra do consumo mundial de calçado na ordem dos 22,5%. Na Europa, a quebra ainda é mais expressiva, na ordem dos 27,5%. Deixarão de ser comercializados, em todo o mundo, mais de cinco mil milhões de pares de calçado. Os próximos tempos não serão fáceis", avisa Luís Onofre, em entrevista ao jornal da APICCAPS.

 

"Será exigido a cada um de nós um esforço adicional e as nossas empresas terão de ser capazes de apresentar soluções inovadoras. Este não é um momento de desistir", afirma.

"É agora, mais do que nunca, que devemos todos olhar em frente com a cabeça bem levantada, com plena confiança nas nossas capacidades, procurando desbravar novos caminhos. Somos um setor de gente resiliente que sempre enfrentou desafios e lutas. Esta é mais uma e certamente saberemos dar a volta por cima, como sempre o fizemos", lembra o empresário e líder associativo.

 

Questionado sobre se teme que a economia mundial volte a parar, por via de um novo surto, e seja necessário implementar um novo confinamento, rejeitou tal cenário: "Isso não me passa pela cabeça. Não sabemos como irá evoluir a pandemia e ainda estão por apurar, com detalhe, as suas consequências. Agora, não aguentamos um novo confinamento. Aliás, ninguém aguentará. Só mesmo as empresas farmacêuticas e os psicólogos", ironizou.

 

Investimento de três milhões de euros na maior montra de calçado português

 

Entretanto, a APICCAPS lança esta quinta-feira, 17 de setembro, o novo portal Portuguese Shoes. "Trata-se do mais completo portefólio digital da fileira do calçado em Portugal, com 400 empresas associadas", prevendo-se que, "até ao final do ano, estarão na plataforma mais de 10 mil produtos portugueses", avança a associação do setor.

 

"É a maior montra de calçado português alguma vez criada", garante Luís Onofre.

 

"Vivemos um período de exceção das nossas vidas, com limitações sérias em matéria de viagens e mesmo da participação em eventos promocionais no exterior. Por esse motivo, a APICCAPS trabalhou nos últimos meses para poder oferecer aos nossos clientes internacionais toda a informação sobre a oferta portuguesa nas áreas do calçado, componentes e artigos de pele", explica o mesmo dirigente associativo.

 

O Portuguese Shoes é um portal de cariz profissional onde, "para além de informação síntese sobre as empresas, será possível aceder aos ‘showrooms’ das empresas, com milhares de produtos, informação técnica especializada, e outros dados relevantes relacionados com as empresas e as marcas", devendo mais tarde dar também acesso a "showroom" virtuais e fotos em 3D em grande escala.

 

"O mesmo portal disponibiliza informação sobre todas as marcas portuguesas de calçado que já estão à venda online, promovendo dessa forma uma ligação mais efetiva e sistematizada entre as marcas e os consumidores finais", realça a APICCAPS.

 

O lançamento deste portal Portuguese Shoes está enquadrado na estratégia do setor, no âmbito do plano FOOTure 4.0, que tem como objetivo tornar Portugal "a referência internacional da indústria de calçado, pela sofisticação e pela criatividade, reforçando as exportações portuguesas alicerçadas numa base produtiva nacional, sustentável e altamente competitiva, fundada no conhecimento e na inovação".

 

Até final de 2021, o setor prevê investir  três milhões de euros no universo digital, no âmbito do projeto "Valorização da Oferta na Fileira do Calçado", apoiado pelo programa Compete 2020.

 

A associação liderada por Luís Onofre refere que, "desde o início desde ano, mais de 80 empresas já investiram no universo digital, seja através da associação a plataformas internacionais de prestigio, a criação de lojas online ou campanhas de marketing digital".  

Ver comentários
Saber mais calçado apiccaps luís onofre pandemia portuguese shoes footure 4.0
Mais lidas
Outras Notícias