Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pfizer compra Anacor por 4.600 milhões de euros

Depois do chumbo na compra da Allergan, a farmacêutica voltou ao plano inicial e está a apostar no ramo da inovação. A compra da Anacor tem como destaque um novo medicamento para o tratamento de uma inflamação de pele.

Quando um negócio vale tanto quanto o PIB de um pequeno país: Se o negócio da compra da Allergan pela Pfizer se concretizar, conforme o anúncio de Novembro passado, o seu valor ascende a 160 mil milhões de dólares, com uma capitalização bolsista acima dos 200 mil milhões de dólares.
Negócios jng@negocios.pt 16 de Maio de 2016 às 16:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Pfizer comprou a empresa de biotecnologia Anacor. O negócio, anunciou a empresa no seu site na internet, fixou-se nos 5,2 mil milhões de dólares (cerca de 4,6 mil milhões de euros). Um dos objectivos é acelerar o ramo da inovação da farmacêutica americana.

A Anacor foi fundada em 2002 e é especialista em desenvolver medicamentos que utilizam o elemento químico boro em vez de compostos mais tradicionais à base de carbono.


Um dos seus medicamentos destina-se ao tratamento de um eczema (inflamação de pele) que afecta 18 a 25 milhões de pessoas nos Estados Unidos da América. A luz verde do regulador deverá chegar em Janeiro, gerando vendas superiores a dois mil milhões de dólares por ano (1,8 mil milhões de euros).


No mês passado, a administração Obama bloqueou a compra da Allergan pela Pfizer por 160 mil milhões de dólares (141 mil milhões de euros). A operação levaria a farmacêutica a mudar-se para a Irlanda e poupar milhares de milhões de dólares em impostos nos Estados Unidos.


A Pfizer também já demonstrou interesse em comprar a Medivation, uma empresa especializada no tratamento do cancro. A oferta estará já a ser avaliada.

Às 16:00 as acções da Anacor disparavam 54,76% para 99,09 dólares, enquanto as da Pfizer negociavam pouco alteradas em Wall Street, somando 0,05% para os 33,21 dólares.

(Notícia corrigida às 16:15, com alteração do título)

Ver comentários
Saber mais Pfizer Estados Unidos economia negócios e finanças indústria e produtos químicos farmacêutica
Outras Notícias