Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acionistas da Compta aprovam por unanimidade saída de bolsa

A perda da qualidade de sociedade aberta foi votada na sexta-feira e aprovada por unanimidade.

A tecnológica tem o conselho de administração com o mandato terminado no final de 2017. Armindo Monteiro preside à empresa, sendo seu vice-presidente Francisco Maria Balsemão. Os mandatos são de quatro anos podendo ser renovados.
Inês Gomes Lourenço
Negócios 29 de Julho de 2019 às 11:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os acionistas da Compta aprovaram "por unanimidade", a perda da qualidade de sociedade aberta da empresa, segundo comunicado à CMVM. Os acionistas aprovaram, assim, "atribuir ao Conselho de Administração mandato para praticar os atos e satisfazer as formalidades que se mostrem necessários à concretização, em termos válidos e plenamente eficazes, da deliberação a que se refere o número anterior".

O comunicado só foi divulgado esta segunda-feira, 29 de julho, sobre a reunião realizada na sexta, dia 26.

Na assembleia, além da perda da qualidade de sociedade aberta foi ainda aprovado a alteração estatutária, e a redução de número de administradores do conselho de administração de seis para cinco elementos, para o mandato já em curso e que termina em 2021. A empresa diz que os pontos em discussão foram aprovados por unanimidade, mas não revela o capital que este presente. 

A Compta, cujo CEO é Armindo Monteiro, já tinha informado sobre a intenção de sair de bolsa, tendo já sido decidido pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários que será um auditor independente a determinar o preço mínimo que será oferecido aos acionistas minoritários da Compta, no âmbito da saída desta tecnológica da bolsa portuguesa.


(Notícia corrigida: o CEo da Compta é Armindo Monteiro e não Jorge Delgado que saiu em julho)



Ver comentários
Saber mais Compta CMVM saída de bolsa
Outras Notícias