Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia
Ao minuto04.11.2021

Dia 4: CRE.MAR vence Road2WebSummit

É o último dia da Web Summit e está prometido um encerramento com Marcelo Rebelo de Sousa, em plena crise política no país. Acompanhe aqui ao minuto.

Eóin Noonan/Web Summit
Diana do Mar dianamar@negocios.pt | Lusa 04 de Novembro de 2021 às 14:25
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
04.11.2021

"Ser unicórnio não é em si o objetivo final" - diretor executivo da Startup Portugal

O diretor executivo da Startup Portugal afirmou hoje que "ser unicórnio não é em si o objetivo final", salientado que há empresas com outro tipo de definições que "também têm lugar no ecossistema".

António Dias Martins falava no painel sobre "What will take for Europe to dominate the next decade of tech?", na Web Summit.

Referindo que Portugal acabou por anunciar o seu quinto unicórnio, o responsável afirmou: "Temos mais [unicórnios] que Espanha, Grécia e Itália juntos".

Aliás, "ficámos conhecidos como um novo país de unicórnios, estou muito orgulhoso disso", prosseguiu, salientando que isso ajudou a atrair a atenção para o país.

"Mas existe muitas empresas não unicórnios que são super valiosas" e "que queremos apoiá-las" e ajudar a que progridam, salientou.

"E ser unicórnio não é em si o objetivo final", sublinhou António Dias Martins, referindo que há um artigo recente que fala de zebras e camelos e outros tipos de designações de empresas, as quais "também têm lugar no ecossistema".

"Para nós, Startup Portugal, estamos aqui para todos", rematou.

04.11.2021

Startup portuguesa CRE.MAR vence Road2WebSummit

A startup portuguesa CRE.MAR, que simplifica o processo de cremação, foi hoje a vencedora do Road2WebSummit, recebendo um prémio de cinco mil de euros, anunciou a Startup Portugal.

"É um prazer estar aqui a iniciar esta entrega do prémio da melhor 'startup' de participação na Road2WebSummit", afirmou o diretor executivo da Startup Portugal, António Dias Martins, em conferência de imprensa, na Web Summit, em Lisboa.

"A Road2WebSummit é uma iniciativa da Startup Portugal que prepara e leva 75 'startups' que depois se juntam com mais 25" vindas da Câmara de Lisboa, num total de 100, para a Web Summit, explicou.

"Nós, com estas 'startups', fazemos todo um percurso que depois culmina" na participação no próprio evento e este ano "tivemos uma participação muito diversificada, estamos a falar de 'startups' e empreendedores que vêm de mais de 21 regiões do país, 26 setores de atividades diferentes e uma participação crescente de empreendedoras", ou seja, 20%, o que é "super interessante comparando com as primeiras edições da Web Summit", referiu António Dias Martins.

"Queremos que esta iniciativa seja um 'road to success' [caminho para o sucesso], mais até do que uma Road2WebSummit", afirmou.

"Relativamente a este prémio, gostaria de salientar que o grande premiado" teve a "participação mais entusiasta, mais completa, mais atenta e mais proveitosa das 'startups' desta iniciativa (...)" e foi a CRE.MAR, disse.

Por sua vez, o fundador da CRE.MAR, Vítor Oliveira, afirmou que a 'startup' "é uma plataforma que tenta simplificar o processo de cremação 'online'", operando nos distritos de Braga e Porto.

Além disso, faz diamantes a partir das cinzas.

A Galp, pelas mãos da 'chief operating officer' (COO -- responsável de operações), Teresa Abecasis, entregou o prémio.

"Temos aqui um desafio de uma geração, que é a descarbonização, sozinhos não vamos fazê-lo", mas sim com colaboração, afirmou a administradora da Galp.

"Acreditamos mesmo que a transição digital tem de ser feita em parceria com as empresas", salientou, por sua vez, o secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo.

Sobre o vencedor, o governante destacou que é "interessante" ver "como o modelo de negócio pode ser sempre criativamente impactado em áreas às vezes não tão óbvias".

04.11.2021

Ana Mendes Godinho aproveita Web Summit para seduzir nómadas digitais

A ministra do trabalho e da segurança social, Ana Mendes Godinho, piscou o olho à audiência na Web Summit, apresentando Portugal como "um dos melhores lugares para os nómadas digitais".

"Não preciso de explicar as vantagens de Portugal", afirmou, dando como exemplo a segurança ou o sistema de saúde. "Estamos a criar um programa para atrair trabalhadores remotos para Portugal e como uma das dificuldades é ter acesso a informação criamos um e-mail especial", afirmou.

Pedidos de informações podem ser feitos para remote.pt@mtsss.gov.pt , com a ministra a prometer inclusive "responder pessoalmente". "Estamos a vossa espera. Contem connosco", disse.

04.11.2021

Teletrabalho pode ser “game-changer” no mundo do trabalho

A ministra do trabalho, Ana Mendes Godinho, defendeu que o teletrabalho pode ser um game changer no mundo do trabalho "e dar poder aos trabalhadores" para decidir para onde e quem pretendem trabalhar , o que pode significar até ganhar mais. "Pode ser usado como um grande instrumento Se tirarmos vantagens das vantagens e controlarmos as desvantagens", afirma Ana Mendes Godinho.

Para a ministra, a pandemia veio mostrar que o teletrabalho pode ser um "game changer" sobretudo para pais com filhos. Neste âmbito, lembrou que o parlamento prepara-se discutir a aprovação de uma medida especial para garantir que os pais com crianças até 8 anos podem decidir pelo teletrabalho sem que as empresas se possam opor. "Isto significa que a pandemia acelerou a necessidade de regular o que precisa ser regulado".
A ministra reconheceu , no entanto, que governo cabe ainda tarefa de criar condições para "conter" desigualdades, que podem emergir por exemplo de dificuldades no acesso a internet ou ao nível das competências digitais.

Ver comentários
Saber mais web summit
Outras Notícias