Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dois anos depois Pequim volta atrás. Ant Group de Jack Ma pode voltar a lançar IPO

O regulador financeiro chinês nomeou uma equipa para reavaliar o plano de venda da maior plataforma de pagamentos digitais da China, dois anos depois de ter barrado a sua entrada em bolsa.

Jack Ma, dono da Alibaba e do Ant Group, viu o IPO ser suspenso pelas entidades regulatórias.
Yuya Shino/Reuters
  • Partilhar artigo
  • ...

Pequim pode estar prestes a emitir uma licença que permita que o Ant Group, a empresa comandada por Jack Ma, consiga lançar uma oferta pública inicial em bolsa (na sigla inglesa IPO), dois anos depois de o regime de Xi Jinping ter impedido a companhia de realizar esta operação.

O regulador financeiro chinês nomeou uma equipa para reavaliar o plano de venda da maior plataforma de pagamentos digitais da China, o Alipay, assim como a emissão de uma licença que permita o IPO do grupo, segundo fontes próximas do assunto contactadas pela Bloomberg.

De acordo com a agência norte-americana, o objetivo é tornar o Ant numa entidade regulamentada com uma natureza semelhante a um banco.

No último trimestre de 2020, Pequim barrou a entrada do grupo nas praças financeiras de Hong Kong e Xangai. O Ant tinha a expectativa de arrecadar pelo menos 34,5 mil milhões de dólares (29,4 mil milhões de euros) com a operação.

A decisão foi pessoalmente tomada pelo Presidente chinês, Xi Jinping, segundo vários órgãos de comunicação estrangeiros, depois de Jack Ma ter criticado publicamente a regulação do sistema financeiro na China.

Depois desta notícia, o Alibaba, que detém uma participação no Ant, disparou 5% no "premarket" norte-americano.

Ver comentários
Saber mais China Pequim Xi Jinping Ant group O Jack Ma IPO economia negócios e finanças economia (geral) política
Outras Notícias