Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IBM planeia despedir 10 mil trabalhadores na Europa

Depois de ter anunciado no fim do mês de outubro que planeava despedir mais de 2 mil colaboradores só na Alemanha, a IBM (International Business Machines) revela agora os números para a Europa.

17º IBM
Philippe Wojazer/Reuters
Negócios jng@negocios.pt 25 de Novembro de 2020 às 12:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A segunda vaga da pandemia impulsionou os despedimentos da norte-americana IBM. No último trimestre do ano a empresa pretende dispensar 10 mil colaboradores na Europa, com o intuito de reduzir custos e preparar a empresa para um spin-off.

As perdas sentidas pela IBM levaram a empresa a tomar medidas mais drásticas e despedir cerca de 20% da sua força de trabalho, entre 30 a 40 mil colaboradores. O Reino Unido e a Alemanha deverão ser os países mais afetados por estes cortes, que serão também implementados na Polónia, Eslováquia, Itália e Bélgica.

Estes números foram revelados no início do mês de novembro, durante uma reunião com trabalhadores europeus, segundo apurou a Bloomberg.

"As nossas decisões são feitas com o intuito de garantir o melhor suporte aos nossos clientes", disse um porta-voz da IBM num email enviado à Bloomberg. "Continuamos também a fazer investimentos na formação e desenvolvimento de competências", acrescentou ainda o porta-voz.

A empresa informática anunciou no mês de outubro que está a planear dividir o negócio e focar-se no seu novo investimento tecnológico, um sistema de computação com inteligência artificial, com o qual pretende aumentar as receitas.

"Estamos a tomar medidas estruturais para simplificar e agilizar o nosso negócio", garantiu o diretor financeiro da IBM, James Kavanaugh, citado pela Bloomberg.

A IBM conta atualmente com 350 mil funcionários, espalhados por todo o mundo. Contudo, com estes cortes previstos ainda para este ano irá reduzir em cerca de 20% a sua força de trabalho.

 

Ver comentários
Saber mais IBM Europa Alemanha Reino Unido Europa ciência e tecnologia Covid-19
Outras Notícias