Tecnologias Matosinhos testa soluções inovadoras em ambiente real 5G da Nos

Matosinhos testa soluções inovadoras em ambiente real 5G da Nos

Nesta primeira zona livre tecnológica em Portugal, o CEiiA vai testar soluções tecnológicas disruptivas em ambiente real da chamada quinta geração móvel (5G) da Nos.
Matosinhos testa soluções inovadoras em ambiente real 5G da Nos
O secretário de Estado José Mendes (à esquerda, na foto) participou na cerimónia de colocação do primeiro selo de identificação da zona livre tecnológica de Matosinhos.
Rui Neves 02 de abril de 2019 às 13:16

"WeShare by AYR" é o nome do primeiro piloto a ser testado no Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (CEiiA), através dos seus colaboradores, que visa a adoção de opções de mobilidade sustentáveis (redução de emissões de CO2), numa parceria com a Nos, que se junta assim ao projeto de Matosinhos como primeira zona livre tecnológica (ZLT) em Portugal.

 

Inicialmente circunscrita aos trabalhadores do CeiiA, que fica situado em Matosinhos, esta iniciativa "ficará disponível, ainda durante o primeiro semestre de 2019, aos colaboradores da Câmara Municipal de Matosinhos e a outras entidades do concelho", anunciou a Nos, em comunicado.

 

"A ZLT permitirá testar e validar o conceito AYR associado à quantificação, valorização e transação de créditos sobre emissões evitadas de CO2. Este projeto permitirá também à Nos testar aplicação da tecnologia 5G neste ambiente de negócio", afirmou José Rui Felizardo, CEO do CEiiA, um dos responsáveis que participou esta terça-feira, 2 de abril, na apresentação do projeto, que contou também com a presença, entre outros, de José Mendes, Secretário de Estado adjunto e da Mobilidade.

 

Uma cerimónia que incluiu a colocação do primeiro selo de identificação da ZLT de Matosinhos.

 

"A Nos acredita que o 5G vai ser catalisador na transformação da indústria em Portugal e da vida dos portugueses pelo que está empenhada em estar na liderança dos testes, e depois na implementação, das soluções que irão revelar as reais potenciais desta nova tecnologia. Com este propósito junta-se agora ao CEiiA e à Câmara Municipal de Matosinhos, neste projeto que é um primeiro passo nesse longo caminho", afirmou Jorge Graça, administrador da Nos.

 

Para José Rui Felizardo, CEO do CEiiA, "a ZLT permitirá testar e validar o conceito AYR associado à quantificação, valorização e transação de créditos sobre emissões evitadas de CO2. Este projeto permitirá também à Nos testar a aplicação da tecnologia 5G neste ambiente de negócio".

 

Mais de dois anos depois de o Governo ter anunciado o objetivo de posicionar Portugal como "zona livre tecnológica", o município de Matosinhos assume, assim, a "pole position" neste desígnio nacional inscrito no programa Startup Portugal - Estratégia Nacional para o Empreendedorismo.

 

De acordo com o CEiiA, a ZLT de Matosinhos "é um espaço delimitado geograficamente correspondente a uma área multifuncional, que inclui zonas residenciais, equipamentos e serviços públicos, comércio local, instituições de ensino e formação, entidades culturais e de lazer, espaços públicos e áreas de serviços/industriais", reunindo, assim, "condições favoráveis ao teste de soluções com elevado impacto ambiental e social".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI