Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oakley Capital compra tecnológica portuguesa Primavera e cria novo grupo ibérico

O fundo Oakley Capital anunciou a aquisição da empresa portuguesa de software de gestão Primavera. Juntamente com a espanhola Ekon, será criado um novo grupo na Península Ibérica focado em soluções para as PME.

Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 22 de Junho de 2021 às 08:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O Oakley Capital Investments chegou a acordo para adquirir a empresa portuguesa Primavera, que disponibiliza software de gestão em cloud e sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), utilizado para gestão de processos dentro das empresas. As soluções da Primavera têm especial incidência junto das PME, no mercado português e em alguns países africanos com língua portuguesa. Em comunicado, é indicado que o Oakley "fez uma contribuição indireta de 11 milhões de libras através do Fund III", cerca de 12,85 milhões de euros, à atual conversão. Ainda assim, este valor representa apenas um contributo parcial e não o valor total do negócio, uma vez que "as partes envolvidas acordaram não divulgar os detalhes financeiros da transação". O negócio está ainda sujeito a aprovação por parte dos reguladores, refere o comunicado.

A Primavera, criada em 1993, vai ser combinada com a espanhola Ekon, uma das empresas que integra o portefólio do Oakley desde 2019, dando origem a um novo grupo na Península Ibérica, que atuará no mercado com o nome Grupo Primavera. O comunicado especifica que este "será o maior fornecedor de software independente" no mercado ibérico.

"A empresa foi adquirida aos seus fundadores, José Dionísio e Jorge Batista, que vão continuar a investir ao lado do Fund III na nova entidade emergente e continuarão a co-liderar o negócio Primavera", é possível ler no comunicado. Na sequência desta transação, "os fundadores e acionistas maioritários da Primavera BSS constituíram-se também como acionistas de referência do novo grupo empresarial, logo após a posição maioritária do fundo que lidera - a Oakley Capital."

Além da Ekon e da Primavera, este novo grupo empresarial contará ainda com "cinco aquisições feitas ao longo dos últimos 12 meses (Tabulae, Contasimple, Billage, Diez Software and Professional Software)". No total, o grupo contará com 600 trabalhadores. 

O novo grupo terá as PME como público-alvo, servindo "mais de 55 mil clientes" em Espanha e Portugal. O comunicado menciona também "cerca de 60 milhões de euros em receitas e um crescimento anual a dois dígitos, impulsionado pela rápida adoção de serviços SaaS (Software as a Service)".

Santiago Solanas vai liderar este grupo Primavera, tendo um currículo com três décadas na indústria e passagens pela Cisco, com papéis de liderança em França e Sul da Europa, pela Sage Ibéria e ainda pela Microsoft ou Oracle. "O nosso objetivo é ser o maior player ibérico de soluções de gestão na cloud, oferecendo soluções diferenciadoras e que criem valor para os nossos clientes, tendo ao nosso lado um canal de parceiros com elevada experiência na resposta às necessidades das empresas, tudo isto suportado numa equipa altamente motivada em abraçar novos desafios. Isto só vai ser possível com a visão e experiência de José Dionísio e Jorge Batista, que fizeram da Primavera um projeto vencedor e que vão continuar a ser importantes motores do Grupo Primavera", salienta Santiago Solanas.

O comunicado detalha que o novo grupo pretende também "acelerar a implementação de soluções cloud de forma orgânica através de investimento em desenvolvimento de produto e iniciativas go-to market e também através de outras aquisições".

"Este é outro exemplo da habilidade do Oakley para investir em negócios de tecnológia que são propriedade dos fundadores e executar a estratégia de comprar e construir. Com a adoção de tecnologia cloud na Península Ibérica, que ainda está atrás do resto da Europa, vemos um valor significativo e um potencial no crescimento do maior negócio independente de plataforma de software de gestão para servir as PME na região", explica Peter Dubens, managing partner do Oakley Capital."

Já os fundadores e CEO da Primavera, José Dionísio e Jorge Batista, mostram-se "entusiasmados com o novo caminho para se criar um campeão independente no negócio do software de gestão ibérico". "Este é um projeto com grande potencial, ao juntar companhias com uma larga experiência e liderança no setor. Já formos abordados por vários potenciais parceiros ao longo dos anos, mas com o Oakley Capital e com Santiago Solanas decidimos dar este passo devido ao projeto entusiasmante que nos apresentaram", resumem os fundadores da empresa.

(Atualizado às 10h25 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais ERP Oakley Capital Investments Grupo Primavera Santiago Solanas PME Ekon José Dionísio Jorge Batista
Outras Notícias