Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tecnológica israelita Nexar compra 'startup' portuguesa Veniam

A Nexar, que se afirma líder em visão computacional de inteligência artificial, assinou "um acordo para adquirir a Veniam, a 'startup' de base tecnológica portuguesa que lidera o 'software' de redes inteligentes para a Internet dos objetos em movimento (Internet of Moving Things)".

Paulo Duarte
Lusa 03 de Agosto de 2022 às 15:19
  • Partilhar artigo
  • ...
A tecnológica israelita Nexar anunciou esta quarta-feira que vai comprar a 'startup' portuguesa Veniam para "transformar veículos em motores de dados", abrindo "possibilidades ilimitadas para uma nova classe de aplicações de mobilidade", operação cujo valor não foi divulgado.

"Esta aquisição representa uma das primeiras vezes que uma empresa israelita adquire uma 'startup' tecnológica portuguesa, tornando-se assim um marco para o ecossistema de inovação em Portugal que atrai cada vez mais atenção internacional como um importante 'hub' europeu de 'startups'", afirma a empresa, em comunicado.

A Nexar, que se afirma líder em visão computacional de inteligência artificial, assinou "um acordo para adquirir a Veniam, a 'startup' de base tecnológica portuguesa que lidera o 'software' de redes inteligentes para a Internet dos objetos em movimento (Internet of Moving Things)".

Com esta compra, a tecnológica israelita "combina os dados de visão capturados e processados a partir de biliões de quilómetros de condução com as tecnologias de comunicação de ponta da Veniam", sendo que em conjunto, as duas empresas "aumentarão exponencialmente a cobertura e reduzirão os custos das aplicações de mobilidade ricas em dados e o mapeamento em tempo real do mundo físico".

Os veículos são "cada vez mais motores de dados" e a Nexar "está na vanguarda da recolha desses dados", refere a tecnológica.

"As imagens recolhidas sob a forma de 'crowdsourcing' das populares câmaras de bordo ('dashcams') da Nexar são processadas para criar e atualizar continuamente um modelo digital ('digital twin') das estradas e cidades dos Estados Unidos", é referido no comunicado.

Por sua vez, a Veniam, com centro de desenvolvimento no Porto, "trabalhou com dezenas de empresas globais como clientes, desenvolvendo uma plataforma de 'software' que permite que dispositivos em carros se conectem entre si e com a Internet".

Em entrevista à Lusa há cerca de ano e meio, o presidente executivo da Veniam avançava com o objetivo de ter 200 mil veículos conectados com a sua tecnológica nos 12 meses seguintes, o que foi até ultrapassado.

A tecnologia da Veniam transforma carros em pontos de acesso à Internet para outros dispositivos, criando uma rede em malha capaz de partilhar dados e conectividade entre centenas de milhares de dispositivos e veículos.

A Veniam é uma 'startup' portuguesa de base tecnológica que resultou do 'spin-off' da Universidade do Porto, da Universidade de Aveiro e do Instituto de Telecomunicações.

"A Veniam é uma escolha natural para a Nexar", afirma Eran Shir, cofundador e presidente executivo da Nexar, citado em comunicado.

"Como clientes da Veniam, ficamos muito familiarizados com a sua tecnologia e a incrível equipa por detrás dela. Tornou-se assim óbvio que podemos alcançar muito mais com eles como nossos colegas na Nexar. Com a Veniam, continuaremos a escalar a nossa cobertura de dados e expandir a nossa oferta para os fabricantes de automóveis", adianta Eran Shir.

Por sua vez, João Barros, fundador e presidente executivo da Veniam, que assume agora funções de 'chief platform officer' da Nexar salienta que a tecnológica israelita "está a recolher e a distribuir dados a uma escala sem precedentes".

Com esta operação, "estamos muito entusiasmados por nos podermos juntar a esta equipa internacional, onde temos a oportunidade de trabalhar em conjunto para transferir enormes quantidades de dados para a 'cloud' de forma segura e económica, e ajudar a tornar os nossos veículos e as nossas cidades mais inteligentes, seguras e sustentáveis", refere.


Ver comentários
Saber mais Veniam Nexar Eran Shir startup João Barros
Outras Notícias