Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Korn Ferry pode selecionar mais administradores para a TAP

A consultora foi escolhida pelo Governo para encontrar um novo CEO para a TAP no mercado internacional, mas Pedro Nuno Santos admite que possa vir a selecionar outros gestores e que Portugal não está fora do seu radar.  

Mário Cruz/Lusa
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 15 de Outubro de 2020 às 20:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, admitiu esta quinta-feira no Parlamento que a Korn Ferry, a consultora escolhida pelo Governo para selecionar um novo presidente executivo para a TAP, venha a selecionar também outros gestores para a companhia aérea.

"Comprometemo-nos com o CEO, mas em princípio devemos estender isso a mais alguns", afirmou o governante, acrescentando que "a breve prazo teremos várias propostas e tomaremos a nossa decisão".

Pedro Nuno Santos  garantiu, na comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, que "não há nenhuma geografia fora desse trabalho" de seleção por parte da Korn Ferry, confirmando assim que "Portugal também está no quadro da geografia que está a ser trabalhada" pela consultora. "Até ao final do ano teremos essa questão resolvida", garantiu.

Quando ainda em julho foi anunciado o acordo para a saída de David Neeleman da TAP, o ministro das Infraestruturas deixou claro que Antonoaldo Neves não se manteria como CEO da companhia e que iria ser escolhida uma consultora para encontrar um novo gestor profissional com experiência no setor no mercado internacional. Na altura assumiu mesmo estar disposto "a pagar aquilo que custa um gestor qualificado".

Ramiro Sequeira, que era chief operating officer (COO) da companhia desde 2018, assumiu a presidência executiva de forma interina, esperando Pedro Nuno Santos que a nova equipa de gestão da TAP seja escolhida ainda este ano.

A TAP, que está neste momento a elaborar o plano de reestruturação que irá ser entregue a Bruxelas em meados de novembro, registou no primeiro semestre deste ano prejuízos de 582 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Pedro Nuno Santos Korn Ferry TAP Parlamento gestores recrutamento
Mais lidas
Outras Notícias