Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa de Lisboa arranca sessão com ganhos. Galp destoa e cede mais de 1%

A praça portuguesa arranca dezembro com o pé direito. Apesar de ser feriado, o mercado estará a negociar como habitualmente sendo, no entanto, expectável um volume inferior de transações.

Pedro Catarino / Cofina Media
Marta Velho martavelho@negocios.pt 01 de Dezembro de 2022 às 08:26
A bolsa de Lisboa arrancou a primeira sessão do mês em terreno positivo. Nos primeiros minutos da negociação, o PSI avançava 0,47% para os 5.890,53 pontos, com dez cotadas a verde, quatro a vermelho e uma inalterada face à cotação de fecho da sessão anterior (a Mota-Engil).

A liderar os ganhos, com destaque, está a Semapa, que soma 2,51% depois de os seus acionistas terem aprovado esta quarta-feira, em assembleia-geral, a distribuição de reservas no valor de quase 100 milhões de euros. O montante líquido por ação será de 1,252 euros, que será pago a partir de 13 de dezembro.

O setor da energia também regista um bom desempenho, com quase todas as cotadas a avançar mais de 1%: a Greenvolt sobe 1,74%, a REN soma 1,58% (depois de ter aprovado o pagamento de um dividendo aos acionistas de 6,4 cêntimos), a EDP Renováveis aprecia 1,13% e a EDP valoriza 1,11%.

A destoar está apenas a Galp Energia, que cai 1,15% - em linha com as perdas registadas a esta hora pelo petróleo - e que lidera as perdas, no total da tabela. Também o BCP está no vermelho, a cair 0,65%. Altri e Navigator completam as cotadas em terreno negativo, a ceder 0,36% e 0,21% respetivamente.

De resto, uma nota para a Jerónimo Martins. A empresa com maior pesa na bolsa portuguesa avança 0,85%.

Lisboa acompanha a tendência que se vive nas praças europeias, com os investidores a arrancaram o último mês do ano - habitualmente favorável para a negociação de ações - com o pé direito, depois da promessa do alívio das restrições pandémicas na China e da sinalização, por Jerome Powell, de um abrandamento no ritmo da subida das taxas de juro pela Reserva federal norte-americana.

Por cá, apesar de ser feriado da Restauração da Independência, a bolsa de valores mantém-se a negociar, sendo no entanto expectável um volume inferior ao habitual nas transações.
Saber mais Lisboa PSI Galp Energia Mota-Engil EDP Renováveis economia negócios e finanças mercado e câmbios bolsa macroeconomia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio