Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CTT regista a maior queda diária dos últimos sete meses após descida dos lucros

As ações dos CTT estão a afundar na manhã desta quinta-feira, reagindo aos resultados anunciados ontem ao fim da tarde. Já não desvalorizavam tanto desde abril deste ano.

CTT
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 05 de Novembro de 2020 às 13:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Os CTT - Correios de Portugal estiveram a desvalorizar 5,78% para os 2,12 euros por ação na manhã desta quinta-feira, tendo conseguido recuperar ligeiramente, depois de terem reportado uma queda homóloga nos lucros dos primeiros nove meses do ano, devido ao negócio dos correios.

Esta é a maior queda intradiária desde 24 de abril deste ano.

Hoje, estão a ser negociadas mais ações do que é normal. Até ao momento, mudaram de mãos mais de meio milhão de ações, quase tanto como a média diária dos últimos seis meses (595 mil ações).

Em termos técnicos, os CTT negoceiam mais de 8% abaixo da sua média móvel de 200 dias e 12% aquém da média dos últimos 90 dias de negociação.

Atualmente existem duas notas que recomendam "Comprar" ações da empresa e duas a aconselharem "Manter".

Ontem, já depois do fecho a empresa anunciou que registou uma queda homóloga de 81% nos primeiros nove meses do ano com um resultado líquido de 4,3 milhões de euros.

O resultado foi impactado pelo "crescimento das imparidades e provisões para fazer face a perdas potenciais com a contração económica prevista (mais 9,2 milhões de euros)", principalmente no negócio de negócio do Banco CTT, "em particular no crédito automóvel", segundo a empresa.

Ver comentários
Saber mais Banco CTT Portugal economia negócios e finanças Informação sobre empresas grandes empresas
Outras Notícias