Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa abre sessão mais curta em tons de vermelho. EDPR e BCP limitam estragos

A praça portuguesa acompanhou as congéneres europeias e iniciou a sessão da véspera de Natal em terreno negativo. Galp, Jerónimo Martins e EDP pesaram no arranque da negociação, que hoje termina mais cedo.

A partir de março de 2022, o índice de referência nacional muda de nome e passa a chamar-se apenas PSI.
Miguel Baltazar
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 24 de Dezembro de 2021 às 08:21
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
O PSI-20 iniciou a sessão, mais curta, da véspera de Natal em terreno negativo, em linha com as principais praças europeias. Nos primeiros instantes, o índice nacional cede 0,25%, para os 5.499,61 pontos. 

Das 19 cotadas, apenas seguem acima da linha de água os pesos pesados EDP Renováveis e BCP, com subidas de 0,55% e 0,43%, cotando nos 21,94 euros e nos 13,87 cêntimos, respetivamente, e ainda a Sonae, que ganha 0,42%, para os 0,96 euros, após ter anunciado ontem, já depois do fecho, a venda da sua participação no braço segurador MDS por 100 milhões de euros.

Seis das empresas que integram o PSI-20 seguem inalteradas, e as restantes 10 encontram-se no vermelho. 

Do lado das quedas destacam-se os recuos dos pesos pesados Galp, Jerónimo Martins e EDP e ainda a queda da Navigator, que hoje negoceia sem direito ao dividendo extraordinário que será pago no dia 28 de dezembro.

A petrolífera perde 1,11%, para os 8,538 euros, enquanto a dona do Pingo Doce cai 0,44%, para 20,15 euros, e a elétrica cede 0,19%, para 4,769 euros. A Navigator recua 1,62%, para os 3,284 euros.
Ver comentários
Outras Notícias