Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Stilwell compra 25 mil ações da EDP. Cotada está em mínimos de 21 meses

Com esta operação, o presidente do conselho executivo da EDP passa a deter 205 mil títulos da elétrica avaliados em cerca de 796 mil euros. A compra ocorre numa altura em que as ações da empresa estão em trajetória descendente, apresentando o pior desempenho do PSI-20.

A EDP, liderada por Miguel Stilwell, fechou os primeiros nove meses de 2021 com lucros de 510 milhões de euros.
Miguel Baltazar
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2022 às 19:52
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

O presidente do conselho executivo da EDP, Miguel Stilwell d'Andrade, comprou esta segunda-feira 25 mil ações da elétrica por 97.178,27 euros, a um preço médio de 3,887 euros por título, informou a empresa num comunicado enviado esta terça-feira à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM).

 

Com esta operação, Stilwell d'Andrade passa a deter um total de 205 mil ações, o que a preços de mercado, tendo em conta a última cotação de fecho da elétrica, significa que o CEO tem atualmente na sua posse 796.015 euros em títulos da EDP.

 

O líder do conselho da EDP aproveitou um momento que as ações da empresa estão em queda, tendo terminado a sessão desta terça-feira a desvalorizar – em contraciclo com o braço das renováveis - 0,60%, para os 3,833 euros, renovando mínimos desde maio de 2020. Desde o início do ano, a companhia já perdeu 20,67%, sendo a cotada com o pior desempenho em bolsa do PSI-20, seguida da EDP Renováveis (-17,85%).

 

Nos últimos dias foram várias as casas de investimento, desde o Barclays, passando pelo BNP Paribas ao Goldman Sachs que reduziram o preço-alvo da cotada. Neste momento, e segundo os dados disponibilizados pela Bloomberg, o consenso dos analistas para os títulos da empresa liderada por Miguel Stilwell aponta, assim, para os 5,55 euros, o que significa um potencial de valorização de 42,7%.

 

A EDP apresentou contas anuais na semana passada, anunciando ao mercado que fechou 2021 com uma descida dos lucros de 18% para os 657 milhões de euros. Em 2020, a empresa tinha registado um resultado líquido de 801 milhões de euros.

Ver comentários
Outras Notícias