Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street interrompe série de ganhos após resultados mistos na banca

Wall Street abre em baixa após uma sessão de máximos. Os resultados da banca e alguns dados económicos marcam o andamento das bolsas em Nova Iorque.

Reuters
Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 16 de Julho de 2019 às 14:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas arrancaram em baixa ligeira esta terça-feira, 16 de julho, após os máximos atingidos durante a sessão de ontem. 

O Nasdaq desce 0,14% para os 8.246,36 pontos, o S&P 500 desvaloriza 0,05% para os 3.011,01 pontos e o Dow Jones desliza 0,08% para os 27.335,25 pontos. Os três índices tocaram em máximos históricos na negociação intradiária da sessão desta segunda-feira, 15 de julho.

Hoje o arranque da sessão é marcado pela divulgação dos resultados de algumas cotadas que deram sinais mistos. As ações da Goldman Sachs sobem depois de o banco ter revelado que as receitas de "trading" bateram as expectativas. Em queda estão as ações do JPMorgan Chase (o maior banco norte-americano), que cortou as suas perspetivas e viu as suas margens de lucro cair, e do Wells Fargo, cujas receitas falharam as estimativas.

Ontem o Citigroup abriu a época de apresentação de resultados da banca norte-americana com números acima das expectativas dos analistas. Segundo os dados da Refinitiv, citados pela Reuters, os lucros das cotadas do S&P 500 deverão diminuir 0,3%, o que a concretizar-se será a primeira queda trimestral em três anos.

Este é o arranque da época de resultados que dará números para a Reserva Federal avaliar o estado das empresas norte-americanas, mais um dado importante para que decida em breve o futuro da política monetária. Neste momento, a expectativa continua ser de uma descida dos juros diretores em breve. A Fed reúne-se a 30 e 31 de julho.

Hoje foram divulgados os números das vendas do retalho nos EUA em junho, tendo estes ficado acima do esperado, segundo a Bloomberg.

Também no horizonte dos investidores está a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que poderia ir a Pequim, em conjunto com o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, para negociações se as conversas ao telemóvel com os chineses forem produtivas durante esta semana.


"Estamos preocupados com a complacência dos investidores uma vez que parecem acreditar que a Fed vai salvar o dia, que a disputa comercial entre os EUA-China será resolvida em breve e que um grande estímulo da China irá impulsionar o crescimento mundial", considera o analista da Nuveen Asset Management, Bob Doll, à Bloomberg, assinalando que os riscos "inclinam-se mais" para serem descendentes.

Além da banca, em termos de cotadas, é de assinalar a queda de 1,65% das ações da Tesla para os 249,3 dólares. A cotada anunciou hoje que eliminou as versões "Standard Range" do Model S e do Model X, tornando mais caro o preço-base destes dois modelos. Já o preço-base do Model 3 baixou. 

(Notícia atualizada às 14h46)

Ver comentários
Saber mais Wall Street mercados Estados Unidos Nasdaq S&P Dow Jones
Outras Notícias