Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

A pressão exercida sobre a CMVM à CTG por causa da OPA à EDP promete fazer oscilar as ações da elétrica, num dia em que nos EUA, Goldman e Citi revelam os seus resultados do primeiro trimestre do ano.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Abril de 2019 às 07:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
OPA à EDP ganha novos contornos quase um ano depois

O regulador do mercado de capitais português pronunciou-se sobre as consequências da votação que os acionistas da EDP vão fazer na assembleia geral de acionistas no dia 24 de abril. Em causa está o limite de votos. E a CMVM entende que se os acionistas votarem contra o aumento do limite de votos na elétrica, uma das condições impostas pela China Three Gorges não se verifica, o que implica que a oferta pública de aquisição morra.

Mas as decisões do regulador nacional não terminam aqui. Se, caso contrário, os acionistas aprovarem o aumento do limite de votos, então os chineses terão 45 dias para cumprirem as restantes condições para que a oferta se concretize.

É de salientar que desde que a oferta pública de aquisição (OPA) foi lançada – em maio do ano passado – os desenvolvimentos da operação foram escassos. A posição da CMVM acaba por ser um ultimato à CTG: ou concretiza a operação ou esta terá de ficar pelo caminho.

 

Dia de resultados da banca americana

Depois de na semana passada o JPMorgan e o Wells Fargo terem apresentado os resultados do primeiro trimestre do ano, esta segunda-feira é a vez do Citi e do Goldman Sachs. E se o episódio de sexta-feira se repetir, os dois bancos preparam-se para reportar lucros superiores ao que os analistas estão a antecipar.

 

S&P500 perto de recorde

O S&P500 está muito perto de tocar num novo máximo histórico. Ainda assim, será preciso que o índice suba cerca de 1,15% para tocar nos 2.940 pontos (máximo atingido em Setembro). Talvez os bancos surpreendam e os investidores assumam uma postura menos cautelosa do que a assumida nos últimos tempos, com receio de que os resultados do primeiro trimestre sejam inferiores aos do ano passado.

 

Mota-Engil multada por cartel

De volta ao mercado nacional, a Autoridade da Concorrência condenou a Mota-Engil a uma multa de 906 mil euros por cartel. Em causa está um cartel, que envolveu mais quatro empresas, e que passou pela combinação de propostas, de concursos na área de manutenção ferroviária. A multa foi conhecida na sexta-feira, já após o fecho do mercado.

 

Volkswagen desafia Tesla

A Volkswagen anunciou o lançamento de um novo carro. Agora um desportivo elétrico. Um carro que será lançado em 2021 no mercado chinês e que revela pormenores amigos do ambiente, numa altura em que a China está a pressionar as fabricantes para lançarem mais carros elétricos ou híbridos, de forma a ajudar o país a reduzir os níveis de poluição. Este lançamento surge como um desafio à Tesla e ao seu Model S.

 

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias