Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses duplicam poupanças desde o início da pandemia

Os portugueses estão a reforçar as poupanças desde o início da pandemia. Entre março de 2020 e junho de 2021, o valor aplicado em depósitos, certificados e fundos mais do que duplicou.

Negócios jng@negocios.pt 30 de Agosto de 2021 às 09:10
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
O dinheiro aplicado pelos portugueses em depósitos, fundos de investimento e certificados do Estado desde março de 2020, o início da pandemia, totalizou 22.736 milhões de euros em junho deste ano, valor que representa um aumento de 118%, ou de 12.286 milhões, face às poupanças alcançadas em igual período de 2018/2019.

A informação é avançada esta segunda-feira, 30 de agosto, pelo Público, que dá conta de que a principal aposta neste período foram os depósitos. Nos 16 meses em análise, foram depositados 18.053 milhões de euros, uma subida de 9.361 milhões face ao período homólogo e o equivalente a 76% da poupança registada desde o início da pandemia. Os depósitos, recorde-se, têm vindo a renovar máximos históricos nos últimos meses, tendo atingido o recorde de 169,9 mil milhões de euros em julho, segundo os dados mais recentes do Banco de Portugal.

Já o valor aplicado por particulares em unidades de participação de fundos de investimento aumentou de 12.070 milhões em março de 2020 para 16.805 milhões em junho deste ano. O montante total aplicado em certificados do Estado, onde se incluem os certificados do Tesouro e os certificados de aforro, cresceu de 28.903 milhões no início da pandemia para 30.032 milhões em junho de 2021.
Ver comentários
Saber mais poupança depósitos certificados de aforro fundos de investimento pandemia
Outras Notícias