Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Suécia bate recorde de entradas em bolsa e torna-se na maior montra de investimentos na Europa

País tem um milhar de empresas a negociar em bolsa, sendo que 80% são small caps. Em termos agregados trata-se de uma capitalização de mercado inferior a mil milhões de euros.

D.R.
Leonor Mateus Ferreira 13 de Setembro de 2021 às 15:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A Suécia não só tem uma das bolsas com melhor desempenho este ano, como se está a tornar numa das maiores montras para os investidores europeus. O mercado acionista sueco já tem quase mil empresas cotadas, tornando-se o país da Europa com maior oferta, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

Com uma população de 10,2 milhões de euros, a Suécia tem um milhar de empresas a negociar em bolsa, entre as quais cerca de 80% são small caps. Em termos agregados trata-se de uma capitalização de mercado inferior a mil milhões de euros. O total de cotadas é superior a países bem mais populosos como Alemanha ou França.

A lista não para de aumentar, com uma série de empresas a realizarem ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) nos últimos meses. Desde o início do ano, 83 empresas abriram o capital na bolsa de Estocolmo, tendo captado 5,4 mil milhões de euros. Apesar de alguns investidores começarem a questionar uma eventual bolha no mercado, o país está prestes a completar o ano com mais IPO em mais de duas décadas.

A Suécia tem "um ecossistema único de investidores", segundo Jonas Strom, CEO do banco de investimento ABG Sundal Collier, com sede em Estocolmo. À Bloomberg, o gestor afirma que o mercado "vibrante" de pequenas empresas resulta de um forte interesse de startups com uma ampla base de investidores. "Há vários pequenos investidores profissionais que não precisam de transações de 100 mil milhões de euros, mas ficam felizes com negócios de 50 milhões".

Em simultâneo, grandes bancos estão também a procurar aproveitar a tendência e desafiar o domínio nacional do Carnegie e do ABG Sundal Collier. Por exemplo, o BNP Paribas reforçou a presença na região, enquanto o JPMorgan Chase decidiu mudar a equipa de banca de investimento nórdica de Londres para Estocolmo.
Ver comentários
Saber mais Europa ABG Suécia IPO Estocolmo Sundal Collier economia negócios e finanças
Outras Notícias