Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IGCP vai emitir até 1.250 milhões em dívida a 10 e 26 anos

A emissão de dívida de longo prazo acontece numa altura em que os juros estão em queda acentuada no mercado secundário, atingindo mínimos históricos de forma consecutiva.

Bruno Simão
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 05 de Julho de 2019 às 13:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) agendou um duplo leilão de dívida de longo prazo para a próxima quarta-feira, 10 de julho, com o objetivo de encaixar entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros.

 

O instituto liderado por Cristina Casalinho pretende emitir títulos com maturidade em 15 de junho de 2029 (10 anos) e 15 de fevereiro de 2045 (26 anos).

 

Na última emissão de obrigações do Tesouro a 10 anos (16 de junho) o IGCP aceitou pagar um juro de 0,639%, o que representou um novo mínimo histórico. Desde então as "yields" da dívida portuguesa acentuaram o movimento negativo no mercado secundário e a taxa dos títulos a 10 anos já atingiu um mínimo histórico abaixo dos 0,30%.

 
Depois deste anúncio do IGCP, os juros de Portugal acentuaram a tendência de alta que já registavam na sessão desta sexta-feira. A "yield" dos títulos a 10 anos está a agravar-se 10 pontos base para 0,42%.

Ainda assim é por isso expetável que o Tesouro português volte a baixar os seus custos de financiamento neste duplo leilão que vai realizar na quarta-feira. No mercado secundário a taxa dos títulos a 30 anos situa-se pouco acima de 1%.

 

O movimento mais recente de queda nos juros justificou-se com a escolha de Christine Lagarde para substituir Mario Draghi à frente do Banco Central Europeu, pois os investidores acreditam que a atual diretora-geral do FMI vai manter a política de estímulos monetários. O mercado aguarda por descidas nas taxas de juro de referência e mais programas de compra de ativos, o que potencialmente beneficia as obrigações portuguesas.

 

No primeiro semestre o IGCP já emitiu 9,75 mil milhões de euros em dívida de longo prazo, o que corresponde a 63% do total que pretende colocar no mercado este ano em dívida com maturidades acima de um ano (15,4 mil milhões de euros).

Ver comentários
Saber mais IGCP Tesouro Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública obrigações
Outras Notícias