Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota-Engil aumenta oferta de obrigações para 110 milhões de euros

Como resultado do alargamento do montante, a receita global líquida da Mota-Engil estimada será de 106,82 milhões de euros, após dedução das comissões e dos custos acima referidos. A oferta decorre até à próxima quinta-feira.

O volume de negócios do grupo liderado por Moura Martins caiu 17%.
Mariline Alves
Leonor Mateus Ferreira 24 de Novembro de 2021 às 12:12
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...
A oferta de obrigações da Mota-Engil vai ser maior que o inicialmente esperado. A construtora resolveu subir o montante total a emitir para 110 milhões de euros, mais 35 milhões do que tinha anunciado a 11 de novembro, sendo que a possibilidade de alargamento já estava prevista no prospeto da operação.

A oferta pública de subscrição tem "como objeto até 220.000 obrigações, com o valor nominal unitário de 500 euros e global de até 110.000.000 euros, a subscrever ao seu valor nominal, sendo as ordens de subscrição transmitidas em aceitação da Oferta Pública de Subscrição devidamente validadas satisfeitas de acordo com os critérios de alocação de ordens e de rateio aplicáveis", pode ler-se na adenda ao prospeto divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Como resultado do alargamento do montante, a receita global líquida da Mota-Engil estimada será de 106,82 milhões de euros, após dedução das comissões e dos custos acima referidos. O valor das comissões de organização e coordenação global, de colocação e respetivos impostos sobem para 2,69 milhões, a que acrescem 410,2 mil euros com consultores, auditores e publicidade e mais 82,5 mil euros em custos com a CMVM, a Interbolsa e a Euronext.

As Obrigações Mota-Engil 2026 têm um prazo de cinco anos a contar da data de emissão, sendo cada título reembolsado em duas prestações. Os primeiros 250 euros serão devolvidos a 2 de dezembro de 2025 e 250 euros a 2 de dezembro de 2026. A taxa anual nominal bruta é de 4,25%, sujeita ao regime fiscal em vigor.

Além do juro, os obrigacionistas poderão ter ainda direito a receber uma remuneração adicional de 1,25 euros por obrigação, caso a Mota-Engil não cumpra os indicadores de sustentabilidade a que se propôs. Neste caso, o indicador escolhido é o índice de acidentes de trabalho não mortais com baixa.

Cada ordem de subscrição deve ser de, pelo menos, cinco títulos pelo que o montante mínimo de investimento é de 2.500 euros e, a partir desse montante mínimo, cada ordem de subscrição deverá referir-se a múltiplos de uma Obrigação Mota-Engil 2026 (500 euros). O prazo da oferta pública de subscrição está a decorrer até às 12h00 do dia 26 de novembro de 2021 para os investidores qualificados, e até 15h00 do mesmo dia para os investidores de retalho.

Em simultâneo com esta oferta, estão a decorrer igualmente duas ofertas de troca de títulos que venciam no próximo ano e no seguinte. Estas têm como objeto até 150 mil obrigações Mota-Engil 2022 (com o valor nominal unitário de 500 euros) e até 6.051 obrigações Mota-Engil 2023 (com o valor nominal unitário de 10.000 euros). Além de os obrigacionistas poderem trocar um título antigo por outro com maturidade mais longa, recebem ainda um prémio.

"A cada Obrigação Mota-Engil 2022 corresponderá, a título de contrapartida, sujeito a impostos, comissões e outros encargos, 1 Obrigação Mota-Engil 2026 e um prémio em numerário no valor de 11,44; e a cada Obrigação Mota-Engil 2023 corresponderão, a título de contrapartida, sujeito a impostos, comissões e outros encargos, 20 Obrigações Mota-Engil 2026 e um prémio em numerário no valor de 195,30 euros", explica o prospeto.
Ver comentários
Saber mais Mota-Engil obrigações emissão taxas de juro retalho
Outras Notícias