Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Rating": As três datas que se seguem

Depois da Fitch, a dívida portuguesa ainda poderá ser avaliada pela Moody's, Standard & Poor's e DBRS. A mais relevante será mesmo a agência canadiana, já que mantém Portugal fora de "lixo".

Bloomberg
André Tanque Jesus andrejesus@negocios.pt 21 de Agosto de 2016 às 22:20
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

02.09.2016
MOODY’S
Fez em Julho dois anos que a Moody’s reviu a notação financeira para Portugal. A agência de "rating" subiu, então, a avaliação de "Ba2" para "Ba1", mantendo a perspectiva de "estável". No entanto, a Moody’s já alertou este ano para a elevada dívida pública, num contexto de crescimento apenas moderado. Factores que não têm melhorado e que, por isso, colocam em destaque a revisão a Portugal que a agência tem agendada para 2 de Setembro.


16.09.2016
STANDARD & POOR’S
Tal como a Moody’s e a Fitch, a Standard & Poor’s coloca a dívida portuguesa no último nível de "lixo" da sua escala: "BB+". Uma avaliação atribuída desde Setembro de 2015, após a subida de um nível. Desde então, a perspectiva é "estável" e a a próxima revisão será a 16 de Setembro. Na última vez que emitiu um relatório sobre Portugal, a S&P alertou que reduziria o "rating", se o Governo não implementasse reformas para impulsionar o crescimento, ou se a posição orçamental ficasse muito aquém do previsto.


21.10.2016
DBRS
Se há agência de "rating" que tem preocupado o Governo é a DBRS. Sendo a única que coloca a dívida nacional fora de "lixo" – em "BBB (low)" –, mantém Portugal elegível para as compras de activos do BCE. Um factor importante, já que esta ferramenta monetária tem pressionado os juros de Portugal. Por isso, a revisão de 21 de Outubro estará debaixo dos holofotes, apesar de a DBRS ter garantido, recentemente, que está confortável com a avaliação.

Ver comentários
Saber mais Fitch rating dívida DBRS S&P Moody's Governo obrigações mercados economia
Outras Notícias