Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sporting paga juro de 6% em emissão de 15 milhões  

O primeiro empréstimo obrigacionista que a Sporting SAD vai realizar este ano deverá arrancar em breve e servirá para financiar a "actividade corrente" e fazer face ao cumprimento de serviço de dívida e tesouraria".

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 08 de Maio de 2018 às 13:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 50
  • ...

A Sporting SAD vai avançar em breve com um empréstimo obrigacionista de 15 milhões de euros, sendo que a taxa de juro foi já fixada em 6%.

 

Os accionistas da SAD leonina vão reunir-se em 11 de Maio em assembleia geral, para deliberar sobre a aprovação da emissão de uma ou mais emissões obrigacionistas no valor de 60 milhões de euros até ao final deste ano.

 

Esta AG já tinha sido convocada, mas esta terça-feira a cotada publicou um aditamento à AG, para adiantar que a taxa de juro do primeiro dos empréstimos obrigacionistas, no montante de 15 milhões de euros, será de 6%.

 

"Com relação à emissão do empréstimo obrigacionista" de 15 milhões de euros, "a taxa de juro foi fixada em 6% ao ano, com vencimento de juros semestral e postecipado", refere o aditamento.

Esta primeira emissão deverá arrancar a "breve prazo" e servirá, segundo o aditamento, para financiar a "actividade corrente" da Sporting SAD, designadamente o "cumprimento de serviço de dívida e tesouraria".

 
Na AG de 11 de Maio, os accionistas da Sporting SAD vão também deliberar sobre o adiamento do reembolso de uma emissão de 30 milhões de euros que atinge a maturidade este mês. O objectivo passa por realizar o pagamento destes títulos apenas em Novembro, adiando a data de reembolso de 25 de Maio de 2018 para 26 de Novembro de 2018. 

O pedido de adiamento do reembolso surgiu devido ao período de turbulência que afectou o clube, com pedidos de destituição da administração na sequência de declarações do presidente Bruno de Carvalho sobre a equipa de futebol. Segundo o Sporting, esta turbulência impediu a realização na altura de uma nova emissão que estava a ser preparada para angariar os fundos necessários para pagar os títulos que chegavam à maturidade a 25 de Maio.

60 milhões até final do ano

Devido a este adiamento, a Sporting SAD solicitou também aos accionistas a "luz verde" para a realização de "emissões obrigacionistas, até ao montante máximo global de 60 milhões de euros, a realizar mediante ofertas públicas de subscrição de obrigações ordinárias, com uma maturidade não superior a 4 anos e com o valor nominal unitário de 5 euros".

Avançando agora com um empréstimo obrigacionista de 15 milhões de euros, caso os accionistas aprovem a medida, a Sporting SAD ficará com luz verde para emitir mais 45 milhões de euros até ao final do ano. Um montante superior aos 30 milhões de euros necessários para reembolsar os obrigacionistas em Novembro.

O adiamento do reembolso destas obrigações emitidas em Maio de 2015 terá também que ser aprovado em assembleia geral de obrigacionistas, que vão reunir em segunda convocatória a 20 de Maio. Na AG para o efeito realizada na semana passada não houve quórum suficiente para aprovar o adiamento, pois estiveram presentes os representantes de pouco mais de 1% do valor dessa emissão. 

Estes títulos emitidos há três anos e que atingem a maturidade este mês pagam um juro anual de 6,25%, pelo que a SAD vai agora financiar-se a uma taxa de juro ligeiramente mais reduzida.
 
Na convocatória da AG de accionistas de 11 de Maio a SAD liderada por Bruno Carvalho sustenta a decisão de avançar com emissão de até 60 milhões até ao final do ano pelo "facto de anteriores emissões obrigacionistas terem representado um excelente investimento para os subscritores e ser considerado importante a permanência da Sociedade no mercado de capitais, face às crescentes dificuldades ao nível do crédito bancário tradicional".


(Notícia actualizada às 13:50 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Sporting SAD SAD leonina obrigações empréstimo obrigacionista Bruno de Carvalho
Mais lidas
Outras Notícias