Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank já vê primeira subida de juros do BCE em dezembro

O banco alemão antecipou em um ano as suas previsões para a primeira subida de juros na Zona Euro, devido à expectativa de uma taxa de inflação mais elevada.

O banco central com a supervisão dos principais bancos na Zona Euro vai apertar avaliação dos gestores.
Reuters
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 25 de Janeiro de 2022 às 11:22
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Os membros do Banco Central Europeu (BCE) têm afastado a possibilidade de uma mexida nos juros em 2022, mas já há quem veja a autoridade monetária a subir juros no final deste ano. O Deutsche Bank argumenta que o BCE vai subir a taxa dos depósitos já em dezembro, pressionado pela subida da inflação na região.

 

Ao contrário da maioria dos bancos de investimento, que não antecipa subidas de juros no euro antes do próximo ano, o alemão Deutsche Bank afirma que a taxa de inflação vai permanecer acima das estimativas do banco central, forçando-o a mexer nos juros mais cedo.

 

"Há evidências crescentes de que a inflação não vai recuar tanto quanto o BCE espera atualmente", escrevem os economistas do Deutsche Bank, numa nota citada pela Bloomberg.

 

A confirmar-se a expectativa do banco alemão, esta será a primeira subida de juros na zona euro em mais de uma década, isto num momento em que a Fed se prepara, esta semana, para confirmar a indicação de que deverá subir juros em março.

 

Os economistas do Deutsche Bank antecipam que o BCE suba a taxa de depósitos, atualmente em -0,5%, em 25 pontos base a cada três meses entre dezembro e setembro do próximo ano, seguindo-se depois aumentos menos frequentes. A anterior estimativa do banco apontava para subidas de 10 pontos, a começarem apenas no final de 2023.

Ver comentários
Saber mais BCE Christine Lagarde banco central política monetária taxas de juro depósitos Deutsche Bank
Outras Notícias