Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

As tristes memórias da banca

Teias de interesse e redes de corrupção transformaram a banca num autêntico polvo que se engoliu a ele próprio.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Nos últimos tempos, vão proliferando os processos judiciais em que são protagonistas algumas figuras públicas portuguesas. Os escândalos em que estão envolvidos Joe Berardo ou Luís Filipe Vieira são apenas alguns exemplos de perigosas ligações entre empresários e a banca portuguesa. Se a estes processos somarmos todo o escândalo do BES, BPN e afins, facilmente percebemos algumas das razões para o horrível desempenho do sector bancário na bolsa portuguesa durante este século.

Tantas vezes discutimos o completo "apagão" que têm sido os últimos 20 anos da bolsa portuguesa, apontando causas como a falta de visibilidade do nosso mercado, a completa indiferença dos governos em relação à nossa bolsa, a pouca diversidade de sectores que existe no mercado português. Todas essas razões são válidas, mas esquecemos o peso que, durante este período, o sector bancário teve no PSI-20 e a autêntica implosão que as acções da banca sofreram.

Já sabíamos do mau desempenho em termos de rácios e resultados, muitas das vezes explicados com factores estruturais da economia portuguesa, mas teias de interesse e redes de corrupção transformaram a banca num autêntico polvo que se engoliu a ele próprio.

A verdade é que a bolsa portuguesa acabou por ter de seguir o seu caminho praticamente sem bancos cotados, com o BCP a salvar as honras da corte no PSI-20, mas a cotar mais de 95% abaixo de há 23 anos. O índice continua de olhos postos na grande resistência entre os 5.300 e os 5.450 pontos que, se for quebrada consistentemente, deixará a bolsa portuguesa ganhar asas para voar. Da banca, ficam praticamente apenas as memórias e as tristes histórias para contar.


Artigo escrito em 9/07/21 às 12h00
Fontes: https://live.euronext.com/pt/

Ulisses Pereira não detém qualquer dos ativos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui,onde também pode ser consultada a lista com as anteriores análises de Ulisses Pereira.

Artigo em conformidade com o antigo Acordo Ortográfico
Saber mais Ulisses discos pedidos
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias