A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Vão os "copos e as mulheres" tramar Dijsselbloem?

Na sua campanha para se manter à frente do Eurogrupo até ao fim do mandato, cargo colocado em causa pelo desastroso resultado do partido trabalhista nas eleições holandesas, Jeroen Dijsselbloem resolveu dar uma entrevista a um jornal alemão.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

Para demonstrar a sua fidelidade ao ministro alemão das Finanças decidiu às tantas colorir a exigência que é necessário ter com os países incumpridores usando a seguinte imagem: "Não se pode gastar o dinheiro em copos e mulheres e logo depois pedir ajuda." O Sul levantou-se.

"As declarações parecem-me lamentáveis do ponto de vista da forma e do conteúdo. Esperava que tivesse pedido desculpa", reagiu o ministro espanhol da Economia, Luis de Guindos. Adivinha-se uma posição mais extrema em privado e nos meios diplomáticos. O Governo português foi mais longe e em público exigiu que o holandês abandone a presidência do Eurogrupo. Para o ministro dos Negócios Estrangeiros as declarações revelam uma concepção errada da origem da crise: "O que se passou com países como Portugal, Espanha ou Irlanda não foi termos gasto dinheiro a mais. O que aconteceu foi que nós, como outros países vulneráveis, sofremos os efeitos negativos da maior crise mundial desde os tempos da grande depressão e as consequências da Europa e a sua união económica e monetária não estar suficientemente habilitada com os instrumentos que nos permitissem responder a todos aos choques que enfrentamos."

As críticas não vieram apenas dos países do Sul. O alemão Manfred Weber, líder dos populares no Parlamento Europeu , dirigiu-se no Twitter directamente ao holandês: "A Zona Euro tem que ver com responsabilidade, solidariedade, mas também respeito. Não há lugar para estereótipos, Dijsselbloem." O presidente do Eurogrupo diz agora que não queria ofender ninguém. Custar-lhe-á o cargo? Só se Wolfgang Schäuble lhe falhar.



Ver comentários
Saber mais Jeroen Dijsselbloem
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias