A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 03 de Junho de 2019 às 23:14

Alphabet, do bilião ao urso

A Alphabet está a ser penalizada pela notícia avançada pelo Wall Street Journal de que o Departamento de Justiça está com uma investigação a correr sobre eventuais práticas anticoncorrenciais.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

No arranque da sessão desta segunda-feira, 3 de junho, a Alphabet, dona da Google, registou quedas superiores a 6%, o suficiente para colocar a ação em território urso ("bear market"), ou seja, com tendência de queda.

 

Já vai com uma desvalorização de perto 20% desde o recorde atingido a 29 de abril - a fasquia de queda desde o pico que torna uma ação ou um mercado urso.

 

Fechou nos 1.038,74 dólares, uma queda superior a 6% no dia, colocando-a com uma perda de 19,9% face ao pico de abril. Durante a sessão esteve, no entanto, com perdas acima de 20%, o que a colocou em território urso.

 

E foi esta uma das empresas que se admitiu poder atingir a fasquia do bilião de capitalização bolsista (em terminologia anglo-saxónica, uma "trillion dollar company").

 

Agora, a Alphabet está a ser penalizada pela notícia avançada pelo Wall Street Journal de que o Departamento de Justiça está com uma investigação a correr sobre eventuais práticas anticoncorrenciais, arrastando outras tecnológicas. Algo que na Europa já levou Bruxelas a aplicar multas avultadas à tecnológica.

 

Pela mão da comissária Margrethe Vestager, a Google já recebeu sanções superiores a 8,25 mil milhões de euros. Um escrutínio que pode agora chegar aos EUA... Enquanto não chega o veredicto final está cada vez mais longe de chegar a "trillion dollar company".

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias