Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Imunidade de grupo esperada no início de agosto em Portugal

Se as expectativas de disponibilidades de vacinas se concretizarem, a imunidade de grupo poderá acontecer antes do final do verão, como estava até agora previsto, anunciou o coordenador do plano de vacinação.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2021 às 17:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

Vai haver uma concentração de vacinas no início do segundo trimestre, o que que leva o coordenador do plano nacional de vacinação contra a covid-19 a admitir que em agosto será possível ter vacinada 70% da população, atingindo-se assim a imunidade de grupo, que até agora se esperava que ocorresse em setembro. 

Henrique Gouveia e Melo falava no encontro de peritos realizado esta segunda-feira no Infarmed, em Lisboa, e explicou que "vai haver uma concentração de vacinas, superior à atual, já no segundo trimestre, para 100 mil por dia", o que levará, aliás, "a ter de se pensar em alternativas" ao modelo tradicional de vacinação, nos centros de saúde. 

Em 8 de fevereiro, data do balanço anterior,  a estimativa que existia sobre as vacinas disponíveis apontava para uma redução muito significativa no 1º trimestre e esperava-se que só a partir dos 3º e 4º trimestre se poderia reduzir o diferencial. Desde 19 de fevereiro "o cenário mudou", ou seja, a redução no primeiro trimestre confirma-se, ainda que devam chegar "um pouco menos do que metade" das vacinas inicialmente previstas, quando se chegou a pensar que apenas chegariam metade neste período. 

Isto, como já havia sido dito, "faz com que a 1ª fase ultrapasse o 1º trimestre, mas há uma estimativa muito mais positiva nos outros trimestres. Se se confirmarem, o período dos 70%, da imunidade de grupo, poderá passar para agosto ou início de agosto", afirmou Henrique Gouveia e Melo, sublinhando, no entanto, que "isto são expectativas que ainda têm de se confirmar sobre a disponibilização de vacinas".

"Estamos a viver um período de estrangulamento na distribuição de vacinas, que em princípio desaparece no 2º trimestre, permitindo uma média de 100 mil vacinas por dia", concretizou.

Até agora, chegaram a Portugal cerca de um milhão de vacinas. 680 mil já foram aplicadas no continente e outras 298 mil nos Açores e Madeira. Esta semana serão aplicadas 230 mil vacinas  "o que mostra uma execução muito elevada no processo", referiu o coordenador do plano, afirmando que já temos 7% de habitantes com uma dose.  

"O plano está a decorrer bem, face às disponibilidades que existem" considera Henrique Gouveia Melo. 


(notícia atualizada com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Imunidade de grupo vacinas
Outras Notícias