A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Johnson&Johnson inicia teste alargado a vacina de dose única

Esta farmacêutica é a quarta que está a avançar para testes em humanos nos Estados Unidos. Se a adesão for a esperada, poderão obter-se resultados acerca desta vacina até ao final do ano.

Doses de vacinas contra covid-19 covid
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 23 de Setembro de 2020 às 13:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Johnson&Johnson (J&J) prepara-se para fazer um teste alargado, que contará com até 60.000 voluntários, para perceber a eficácia de uma vacina contra a covid-19 que necessitará apenas da injeção de uma dose para funcionar.

Esta farmacêutica é a quarta que está a avançar para testes em humanos nos Estados Unidos. Se a adesão for a esperada, poderão obter-se resultados acerca desta vacina até ao final do ano. Caso seja demonstrada a eficácia desta vacina, a empresa poderá candidatar-se a permissões com caráter de urgência já no início do próximo ano.

"Estamos convencidos de que uma única dose poderá ser muito eficaz", afirma o CEO da Johnson&Johnson, Paul Stoffels, apontando para resultados preliminares que já foram sendo apurados.

A J&J vai publicar os planos que tem para o teste esta quarta-feira, seguindo os passos da Pfizer, Moderna e AstraZeneca. Este estudo está cerca de dois meses atrasado em relação ao da pioneira Pfizer, embora esta última farmacêutica esteja a trabalhar em vacinas de duas doses.

O diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas nos Estados Unidos, Anthony Fauci, considera que a vacina da J&J "poderá ser especialmente útil em controlar a pandemia se proteger da doença com uma dose apenas", já que, na opinião do mesmo especialista, "é provável que sejam necessários múltiplos regimentos de vacinas para dar resposta à procura a nível global".

Ver comentários
Saber mais J&J Johnson&Johnson Estados Unidos saúde questões sociais
Outras Notícias