Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Covid-19: Registados 849 novos casos, número mais alto desde abril. Morreram cinco pessoas

O país contabilizou este sábado 849 novos casos de infeção por covid-19, um número que já não era tão elevado desde abril. Cinco pessoas morreram, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Jorge Nuñez/EPA
Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 19 de Setembro de 2020 às 15:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Desde o início da pandemia, Portugal conta já um total de 68.025 casos confirmados de covid-19, dos quais 849 nas últimas 24horas, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado este sábado. Foram registadas cinco novas mortes - o que faz subir para 1.899 os óbitos provocados pela doença - e destas quatro foram registadas na região Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo.

 

O número de novos contágios não era tão elevado desde abril, ainda no primeiro mês da pandemia e com o país em estado de emergência.

 

Desta feita, dos 849 novos casos, mais de 50% (439) ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 288 no Norte, 66 no Centro, 35 no Algarve e 16 no Alentejo. Há ainda a registar mais 32 doentes internados e mais sete em cuidados intensivos. Do total de infetados, 37.290 são mulheres e 30.725 são homens e encontram-se sobretudo entre os 20 e os 60 anos.

 

Os números de novos casos têm vindo a subir nos últimos dias e esta sexta-feira o primeiro-ministro antecipou que chegariam aos mil novos casos diários durante a próxima semana. António Costa alertou para a necessidade de as pessoas cumprirem com as regras de segurança e avisou, mais uma vez, que um novo confinamento não está nos seus planos.

 

Apesar de se aproximarem dos números mais altos registados durante a primeira vaga, no início da pandemia, os casos agora contabilizados pela DGS são, sobretudo, pessoas entre os 20 e os 60 anos, faixas etárias onde a taxa de letalidade da doença é substancialmente inferior. Este indicador é agora de 2,79% e em vindo sempre a descer desde junho, quando se registou um pico de óbitos por covid-19.

Neste momento encontram-se sob vigilância 39.388 pessoas, mais 667 que na sexta-feira.

 

(notícia atualizada às 15:35 com mais informação)

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias