Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Manuel Machado: Multar autarquias que não limpem os terrenos é inconstitucional

A Associação Nacional dos Municípios Portugueses considera, em entrevista ao Negócios e à Antena 1, que o corte de 20% nos duodécimos do Fundo de Equilíbrio Financeiro não respeita a Constituição da República Portuguesa.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
As  câmaras municipais têm até 31 de Maio para limpar os terrenos  florestais à volta de casas, aglomerados e estradas secundárias.  Depois dessa data incorrem numa coima que só vai começar a ser aplicada a partir de 30 de Junho. Para a associação que representa os municípios, será uma "missão impossível" concluir os trabalhos dentro do prazo, dada a falta de meios  humanos, materiais e  sobretudo financeiros.

As autarquias incumpridoras podem sofrer um corte de 20% nos duodécimos que recebem do Fundo de Equilíbrio Financeiro. Mas, segundo o presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, em entrevista ao Negócios e à Antena 1, esta penalização é inconstitucional. Para além disso, revela que existem câmaras que nem sequer usufruem desses fundos, pelo que nesse caso o corte seria nulo.

Manuel Machado acrescenta ainda que os municípios não foram consultados sobre esta matéria e acusa o Governo de ter "metido à pressa esta penalização" só para tentar pressionar as autarquias.
Ver comentários
Saber mais Fundo de Equilíbrio Financeiro Manuel Machado presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses Floresta limpeza autarquias
Mais lidas
Outras Notícias