Economia Orçamento para 2020 aprovado com abstenção da esquerda

Orçamento para 2020 aprovado com abstenção da esquerda

Depois da dramatização em torno do IVA da eletricidade, o Orçamento do Estado para 2020 acabou por ser aprovado em votação final global. Esquerda repetiu abstenção da generalidade, viabilizando o documento do Governo.
Orçamento para 2020 aprovado com abstenção da esquerda
Susana Paula 06 de fevereiro de 2020 às 14:04
O Orçamento do Estado para 2020 foi aprovado em votação final global, com os votos a favor do PS e as abstenções do Bloco de Esquerda, PCP, PAN, Os Verdes e da deputada Joacine Katar Moreira, nesta quinta-feira, 6 de fevereiro.

Depois de três dias de discussão e votação na especialidade, que ficaram marcados sobretudo pela redução do IVA da eletricidade (que foi chumbada) e por várias coligações negativas, o Parlamento acabou por aprovar o Orçamento do Estado em votação final gobal, apenas com os votos favoráveis dos 108 deputados do PS. 

Os grupos parlamentares do PSD e do CDS e os deputados únicos do Iniciativa Liberal e Chega votaram contra. 

As alterações dos vários partidos que foram apresentadas na especialidade e as Grandes Opções do Plano foram aprovadas com os mesmos votos.

Assim, a votação final global foi idêntica à da votação na generalidade, que deu início ao processo orçamental. A única exceção foi a dos três deputados eleitos pela região Autónoma da Madeira, que ao contrário da abstenção na generalidade, acabam por votar contra o documento nesta votação final. 

(Notícia atualizada às 14:21 com mais informação)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI