Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Responsável pelo Comércio nos EUA pode bloquear importações tecnológicas

Na sequência da iniciativa de Trump de restringir a entrada de tecnologia que seja considerada uma ameaça para a segurança dos Estados Unidos, o responsável pelo Comércio terá de aprovar a tecnologia estrangeira, caso a caso.

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 26 de Novembro de 2019 às 19:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O secretário do Comércio norte-americano pode bloquear importações de qualquer tecnologia que apresente um potencial de ameaça à segurança nacional. Esta hipótese é aberta por novas regras propostas pela administração liderada por Donald Trump (na foto, à esquerda, acompanhado do atual secretário do Comércio, Wilbur Ros).

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos decidiu não banir completamente a Huawei e outras empresas chinesas mas propôs, esta terça-feira, 26 de novembro, que as transações que envolvam tecnologia estrangeira tenham de ser aprovadas pessoalmente pelo secretário do Comércio.

Esta iniciativa segue-se a outra, avançada por Donald Trump em maio, que indica que o departamento do Comércio deve restringir tecnologia que possa representar uma ameaça à segurança nacional. Naquele mês, os Estados Unidos colocaram esta tecnológica chinesa na lista negra do país, restringindo as relações comerciais entre as empresas americanas e a Huawei.

Pouco depois de ser anunciada a decisão inicial de Washington quanto à categorização da Huawei, foi indicado que só entraria em vigor 90 dias depois, prazo que em agosto foi renovado. O mesmo acaba de repetir-se este mês, com o novo prazo para negócios a manter-se até 16 de fevereiro de 2020.

Por seu lado, a tecnológica chinesa tem reduzido a dependência dos parceiros americanos. Em setembro, disse que já estava a produzir estações de 5G sem qualquer componente norte-americana e que pretendia mais do que duplicar a produção no próximo ano. Dias antes, a Huawei tinha anunciado que os seus novos telemóveis vêm com uma alternativa ao Android 10, o sistema mais recente da Google.

Ver comentários
Saber mais Huawei Estados Unidos EUA Donald Trump economia negócios e finanças tecnologias de informação política ciência e tecnologia diplomacia relações internacionais
Outras Notícias