Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Saiba que concelhos estão a conseguir baixar o desemprego na pandemia

A descida do número de inscritos nos centros de emprego em Portugal em outubro foi a mais acentuada desde o início da pandemia. Veja como foi a evolução do seu concelho.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 21 de Novembro de 2020 às 10:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A pandemia provocou uma forte subida do desemprego em Portugal, sendo que o grande aumento aconteceu logo em abril, o primeiro mês completo de confinamento e medidas restritivas no país.

 

Desde então o desemprego continuou a agravar-se de forma quase contínua (só desceu ligeiramente em junho), tendo em setembro atingido um máximo de dois anos com um crescimento homólogo de mais de 100 mil novos inscritos.

 

Contudo, no mês de outubro registou-se uma queda até substancial. Foram menos 6.620 desempregados inscritos nos centros de emprego, baixando o número total para pouco mais de 400 mil, o que representa o nível mais baixo desde abril.

 

Olhando para os dados por concelho que foram disponibilizados pelo IEFP, é possível concluir que uma grande maioria baixou o número de desempregados inscritos face ao registado no final de setembro. Foram 174 concelhos nesta situação, o que representa 63% dos 278 municípios do continente (o IEFP não revela dados das ilhas). Em cinco, o desemprego registado estabilizou e em 99 aumentou entre setembro e outubro.

 

Na comparação homóloga (outubro deste ano contra outubro de 2019) a comparação é bem mais negativa, mas ainda assim menos negra do que nos meses anteriores.

 

Em setembro só 25 concelhos estavam com menos desempregados do que no mesmo mês de 2019, quando em outubro são já 44 os que conseguem este feito. No polo oposto, em outubro eram 54 os concelhos que sofriam um aumento homólogo acima de 50% no número de desempregados, tal como já se registava em setembro.

 

Quanto aos concelhos que em outubro baixaram o número de desempregados face a setembro, destaque para os 22 onde a redução é superior a 10%. No topo da lista está Ponte de Sôr (-40,8%), seguindo-se Monforte (-21,4%) e Cadaval (-18,5%). Entre as capitais de distrito, Castelo Branco é a que apresenta melhor desempenho (queda em cadeia de 13,9% e homóloga de 0,1%).

 

Em Lisboa o número de inscritos desceu 4% em outubro, mas em termos homólogos o agravamento é ainda substancial (52,1%). Já no Porto a redução mensal foi mais ténue (-1,8%), mas o agravamento homólogo também é menos acentuado do que na capital.

Ver comentários
Saber mais IEFP desemprego mapa
Outras Notícias