Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal foi o segundo país da UE onde o desemprego mais baixou em 2020

Entre todos os países da União Europeia, a taxa de desemprego só desceu em dois entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020. Portugal foi um desses países, embora o apuramento da taxa de desemprego esteja a ser condicionado pelos programas de apoio.

No Natal, as medidas de confinamento aplicadas em Portugal foram menos rígidas do que no Ano Novo.
Estela Silva/Lusa
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 01 de Fevereiro de 2021 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Portugal chegou a dezembro de 2020 com uma taxa de desemprego de 6,5%, o que representa uma diminuição de duas décimas face ao registado em dezembro de 2019 (6,7%), altura em que a pandemia da covid-19 não tinha ainda colocado a economia mundial em recessão profunda.

 

Entre todos os países da União Europeia apenas a Itália conseguiu também baixar a taxa de desemprego em 2020. Passou de 9,6% no final de 2019 para 9% no final do ano passado, de acordo com os dados revelados esta segunda-feira pelo Eurostat.

 

Na Zona Euro, a taxa de desempregou agravou-se nove décimas no mesmo período, chegando a 8,3% em dezembro, um valor em linha com o esperado pelos economistas.

 

Os especialistas têm alertado que as estimativas das taxas de desemprego não refletem a realidade do mercado de trabalho, sobretudo porque os governos estão a dar fortes apoios às empresas nos programas de lay-off, para travar o impacto da pandemia na economia no emprego.

 

Ainda assim, de acordo com estes dados, a taxa de desemprego em Portugal registou uma forte trajetória descendente no final do ano passado. Entre novembro e dezembro de 2020 desceu seis décimas, a redução mais acentuada entre todos os países da União Europeia.

 

Segundo os registos do Eurostat, que são baseados no INE, Portugal chegou ao final do ano com 331 mil pessoas desempregadas, menos do que em novembro (369 mil) e dezembro (348 mil) de 2019. Os dados do IEFP apontam para cerca de 400 mil desempregados inscritos nos centros de emprego.

 

Na Zona Euro existem agora 13,67 milhões de pessoas sem emprego, o que representa um aumento de 1,51 milhões face ao final de 2019. Tendo em conta apenas a população jovem, a taxa de desemprego no bloco da moeda única está em 18,5%.

Ver comentários
Saber mais União Europeia Portugal UE Eurostat Zona Euro desempego
Outras Notícias