Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nigel Farage demite-se da liderança do UKIP

Um adeus ou um até já. Após falhar a sua eleição para o parlamento, Nigel Farage anunciou a sua demissão para "pensar na sua vida" antes das eleições internas do UKIP em Setembro. Os eurocépticos conseguiram, no entanto, alcançar um lugar na Casa dos Comuns.

Reuters
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Nigel Farage demitiu-se da liderança do partido eurocéptico UKIP, após falhar ser eleito para a Casa dos Comuns. Após uma surpreendente vitória nas eleições europeias em 2014, o resultado do United Kingdom Independence Party ficou aquém das expectativas.

 

"A nível profissional, é uma desilusão. A nível pessoal, nunca me senti tão feliz, sinto que me tiraram um peso dos meus ombros", disse Nigel Farage logo após tomar conhecimento dos resultados das eleições gerais no Reino Unido, que deram a vitória aos conservadores de David Cameron.

 

Apesar de ter falhado ser eleito, o United Kingdom Independence Party conseguiu conquistar um lugar no parlamento inglês, num total de 3,8 milhões de votos (12,6%).

 

Nigel Farage sublinhou que nos últimos anos, o UKIP passou de um "partido de coronéis reformados para um partido de gente jovem, de casais jovens". 

 

Mais tarde, no anúncio da sua demissão, disse que ia tirar férias durante o verão e pensar no seu futuro, antes das eleições internas do partido que vão ter lugar em Setembro. "Vou tirar o verão e vou pensar na minha vida".

 

Sobre a vitória de David Cameron, Nigel Farage considera que "muitas pessoas viraram-se para os conservadores com medo de uma coligação entre os trabalhistas e os nacionialistas escoceses. Houve um terramoto a norte da fronteira", disse em referência à vitória retumbante do Partido Nacional da Escócia.

 

Sobre a sua demissão, sublinhou que, "desde 1994 não houve um único dia que não fosse dominado pelo UKIP. Tentei equilibrar isso com a minha família e com a gestão do meu negócio. Não tenho férias desde Outubro desde 1993".

Ver comentários
Saber mais Nigel Farage United Kingdom Independence Party David Cameron Partido Nacional da Escócia
Outras Notícias