Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Biden já entrevistou potenciais números dois e anúncio está iminente

A campanha do candidato democrata à Casa Branca já entrevistou todos os seus possíveis vice-presidentes e, segundo os elementos da sua campanha presidenciais, o anúncio da escolha deverá ser feito esta semana.

Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 11 de Agosto de 2020 às 12:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Joe Biden deverá anunciar ainda esta semana o nome do seu número dois na corrida às eleições presidenciais de 3 de novembro próximo, ou melhor, o nome da sua vice-presidente dado que a escolha vai recair numa candidata mulher.

O candidato democrata à Casa Branca e antigo número dois de Barack Obama já concluiu as entrevistas a todas as potenciais vices, sendo que uma delas o irá acompahar na disputa presidencial em que o Partido Democrata tenta evitar a reeleição de Donald Trump.

De acordo com o que foi revelado esta segunda-feira por elementos da campanha de Biden ao The New York Times, o processo de avaliação já terminou e o anúncio deverá ser provavelmente feito até meio desta semana, presumivelmente já hoje ou amanhã.

O comité de quatro pessoas responsável pela condução dessas entrevistas já concluiu o trabalho em curso, pelo que a decisão final está agora unicamente nas mãos do antigo senador pelo Delaware.

As mais fortes candidatas a número dois são: Kamala Harris, senadora da Califórnia, Elizabeth Warren, senadora do Massachusetts, Susan Rice, antiga conselheira para a segurança nacional, e a governadora do Michigan, Gretchen Whitmer. Todas elas se reuniram com Biden no passado dia 2 de agosto.

Outras possibilidades vistas pelas imprensa norte-americana como menos fortes, mas que ainda assim mereceram a atenção da equipa do ex-vice-presidente dos Estados Unidos, são Tammy Duckworth, senadora do Illinois, Michelle Lujan Grisham, governador do Novo México, ou ainda as representantes (câmara baixa do Congresso americano) Val Demings (Florida) e Karen Bass (Califórnia).

Joe Biden anunciou ainda na primavera que seria acompanhado por uma candidata mulher na corrida presidencial. Entretanto, a eclosão de protestos contra a discriminação racial no seguimento do assassinato de George Floyd pelas forças de segurança deram tração à possibilidade de a escolhida ser de raça negra, o que favorece as hipóteses de Kamala Harris e de Susan Rice.
Joe Biden tem vindo a liderar com alguma margem as sondagens, beneficiando da quebra nas intenções de voto de Trump provocada pela gestão presidencial da crise sanitária (questão que Biden tem vindo a capitalizar nas suas intervenções públicas e nas redes sociais) e também pelos protestos que há largas semanas ocupam as ruas das principais cidades norte-americanas.

O mais recente estudo de opinião da RMG Research - realizado entre 6 e 8 de agosto - atribui 45% das intenções de voto a Biden, que assim detém uma vantagem de oito pontos percentuais para o candidato republicano e atual presidente, Donald Trump (37%).
Ver comentários
Saber mais Joe Biden Kamala Harris Donald Trump Estados Unidos Eleições Presidenciais
Mais lidas
Outras Notícias